Sporting finalmente maior entre os grandes

Sp. Braga teve mais e melhores oportunidades, mas não ultrapassou Adán ou o poste. O líder leão aproveitou as duas chances de marcar (Pote, 54"; e Matheus Nunes, 79") e ganhou finalmente um duelo aos rivais mais diretos

Em 2020, o Sporting teve sete duelos com os rivais. Nos seis relativos à época passada, perdeu seis vezes, duas com o FC Porto, duas com o Benfica e duas com o Sp. Braga. No sétimo, já relativo à 4.ª jornada da Liga 2020/21, empatou (2-2) na receção aos dragões.

Ao primeiro jogo do ano de 2021, finalmente, um triunfo maior entre grandes - onde este Sp. Braga já há algum tempo justifica estar incluído. Num jogo em que tremeu bastante até depois do intervalo, quando Paulinho até meteu a bola na baliza (46"). Lance foi anulado por posição irregular de 14 centímetros.

Antes do intervalo, Ricardo Horta teve duas grandes chances: numa, valeu Adán a parar o chapéu (32"); na outra, remate em boa posição saiu ao lado (36").

Pouco depois, mais uma jogada perigosa do Braga, que mantinha o Sporting em grande tensão. Galeno ganha na ala, Paulinho atrasa para Al Musrati e remate do líbio encontra o poste, com Adán batido.

No recomeço, o Braga festejou no tal lance anulado a Paulinho (46"). E o Sporting com felicidade e eficácia chegou ao 1-0.

Os leões foram rápidos na transição, bola metida em Nuno Santos, que em apertado por Sequeira acaba por, em vez de atirar à baliza, fazer uma assistência de calcanhar para Pedro Gonçalves.

Cinco jogos depois, o melhor marcador da Liga voltou à ação. Remate de primeira dentro da área e o Sporting colocava-se em vantagem, sacudindo a pressão dos minhotos da melhor forma possível.

Pote, numa fase menos exuberante da época, apareceu num momento delicado para a equipa, que sofria muito com as investidas do Braga. Em 13 jogos, Pedro Gonçalves fez o 11.º golo no campeonato.

O Braga reagiu de imediato: aos 64", Adán voltou a negar o golo a Ricardo Horta, depois de uma incursão supersónica de Esgaio na direita.

E, claro, no futebol a equipa que não marca... sofre.

Sporar movimentou-se bem na frente, atirou forte, mas Matheus defendeu; na recarga, Matheus Nunes deu a machadada final: 2-0, aos 79".

O Sporting soma 32 pontos em 36 possíveis (dois empates, apenas). Têm a palavra os perseguidores Benfica (visita Santa Clara) e FC Porto (recebe o Moreirense).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG