Sporting nega risco de exclusão das provas da UEFA e garante que já saldou dívida

Os leões pagam ainda uma multa de 250 mil euros. Em causa uma dívida à Sampdoria por causa da transferência de Bruno Fernandes.

O Sporting tem até segunda-feira (31 de janeiro) para evitar a exclusão das provas da UEFA nas próximas três temporadas devido a dívidas por saldar. Para isso têm de apresentar prova que essas dívidas foram saldadas antes do dia 15 deste mês. O clube nega o perigo de exclusão e diz que já pagou, mas a UEFA, através de um comunicado no site oficial, revela que rejeitou esta terça-feira o recurso que tinha sido apresentado pelos leões e quelhe aplicou uma multa de 250 mil euros.

"Foi decidido confirmar a exclusão do clube das próximas competições da UEFA (Liga dos Campeões, Liga Europa e Conference League) para as quais possa qualificar-se nas próximas três épocas (2022-23, 2023-24 e 2024-25), a menos que possa provar que a 31 de janeiro de 2022 pagou os valores que estavam em dívida 15 de janeiro, em resultado de um acordo feito a 26 de novembro de 2021 com outro clube de futebol", pode ler-se no comunicado do organismo que rege o futebol europeu.

Em causa estará uma verba reclamada pelos italianos da Sampdoria, relativa à transferência de Bruno Fernandes para o Manchester United.

O clube de Alvalade diz que já pagou. "Não há qualquer risco de potencial exclusão das competições europeias", garantiu em comunicado onde detalhou o caso. "No passado dia 3 de dezembro, a First Chamber do Club Financial Control Body da UEFA tomou a decisão de aplicar à Sporting SAD uma multa no montante de 250.000 euros e de indicar que a Sporting SAD teria de pagar a quantia de 1.527.000 euros devida à UC Sampdória, sob pena de exclusão da competição europeia de clubes para que se qualificasse nas próximas três épocas. Esta decisão foi objecto de recurso interno para o Appeals Body do mesmo organismo, que optou por manter as sanções aplicadas em primeira instância. Importa sublinhar que não só o montante em causa se encontra pago, como aliás a totalidade da dívida perante o referido clube italiano encontra-se integralmente paga desde o dia 11 de janeiro".

O Sporting não entende por isso a ameaça da UEFA e "continua a discordar profundamente das sanções aplicadas e do processo que conduziu a esta decisão", mas lembra que ainda pode recorrer da decisão para o TAS.

Além do Sporting, também o Santa Clara incorre na exclusão das competições da UEFA nas próximas temporadas se até segunda-feira não apresentar prova que saldou dívidas. Os açorianos foram ainda multados em 25 mil euros, ficando ainda com uma multa de 10 mil euros em suspenso que é executada se não provar ter pago uma dívida a outro clube até ao dia 1 de março.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG