Shanghai SIPG e Villas-Boas sofrem mas apuram-se

Vitória nos penáltis sobre o Guangzhou Evergrande de Scolari

O Shanghai SIPG, treinado pelo português André Villas-Boas, qualificou-se esta terça-feira para meias-finais da Liga dos Campeões asiática de futebol, ao vencer o Guangzhou Evergrande no desempate por grandes penalidades (5-4), após derrota por 5-1 no fim do prolongamento.

A equipa de Xangai desbaratou a goleada (4-0) alcançada na receção ao Guangzhou Evergrande, orientado pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari, antigo selecionador de Portugal, mas depois resistiu a duas expulsões no prolongamento e ganhou o direito a manter-se na prova na 'lotaria' das grandes penalidades.

O hexacampeão chinês anulou a pesada desvantagem, graças aos golos dos brasileiros Alan (21 e 35 minutos) e Ricardo Goulart (83 e 90+1), que voltou a faturar no prolongamento, aos 118, já depois de o compatriota Hulk, ex-jogador do FC Porto, ter reduzido, aos 110.

Apesar das muitas falhas cometidas durante o tempo regulamentar e prolongamento, durante o qual ficou reduzido a nove jogadores, devido às expulsões de Wang Jiajie, aos 97 minutos, e Wang Shenchao, aos 117, o Shanghai SIPG foi irrepreensível nos 'penáltis', enquanto Goulart foi o único a falhar para a equipa da casa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG