Sérgio Conceição garante dragão "mentalmente muito forte" para Juventus

O treinador do FC Porto assumiu que é importante "não repetir erros" dos últimos jogos porque frente a um adversário que tem Cristiano Ronaldo "pode ser fatal".

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, garantiu esta terça-feira que a sua equipa está "mentalmente muito forte" para o jogo com a Juventus, relativo aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, marcado para amanhã às 20.00 horas (TVI), no Estádio do Dragão.

O técnico portista desvalorizou um eventual desequilíbrio emocional nos últimos jogos da sua equipa, assumindo que os seus jogadores estão "estáveis e focados" para enfrentar a Juve de Cristiano Ronaldo. "É fundamental não repetir alguns erros que vamos cometendo, pois nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, com um adversário como este que vamos ter, o mínimo erro pode ser fatal. Como tal, o grupo está consciente daquilo que tem a fazer", frisou Sérgio Conceição.

O embate com Ronaldo foi, obviamente, um dos temas centrais da conferência de imprensa de antevisão à partida, com Sérgio Conceição a não poupar elogios à estrela da Juventus e da seleção nacional. "O Cristiano é um orgulho para todos os portugueses, os números falam por si e não vale a pena elogiá-lo mais. Se é o melhor jogador de sempre, jugo que para ele não é importante e para mim também não. Só temos de aplaudi-lo, pois vai ficar eternizado na história do futebol mundial", frisou.

Quanto àquilo que CR7 pode fazer no jogo, Sérgio Conceição lembrou que "a Juventus vale como equipa", embora reconheça que "Ronaldo pode decidir um jogo num momento". Ainda assim, deixou claro que o FC Porto está pronto para deixar a sua marca na partida: "Somos uma equipa sólida, compacta e coesa, sobretudo nos jogos da Champions. Como tal, temos de perceber quais os espaços que Ronaldo gosta para procurar anulá-lo, sabemos que na área é o melhor do mundo e, como tal, temos de perceber o que ele gosta de fazer naquela zona e onde se posiciona."

Em termos coletivos, Sérgio Conceição espera "uma Juventus forte", lembrando que se trata de uma equipa "com muitas presenças na final" da Liga dos Campeões. "Ao contrário do que dizem, não acho que não esteja tão bem como noutras alturas, apesar de de vir de uma derrota com o Nápoles, é bom lembrar que sofreu apenas dois golos nos últimos oito jogos", disse, assegurando que se trata de "uma equipa muito sólida e forte, que só ganhou... 3-0 em Barcelona".

O técnico portista alertou ainda para a capacidade "acima da média" da Juventus para ter bola: "Além da qualidade individual dos seus jogadores, em termos coletivos é uma equipa que sabe o que faz com bola e dificilmente a perde. Mas também são fortes no explorar as costas da linha defensiva adversária, com uma dinâmica interessante, pois quando estão no meio campo ofensivo têm varias soluções para criar perigo."

Ainda assim, advertiu que os campeões italianos "também vão ter dificuldades" porque o seu FC Porto vai apresentar uma "mentalidade vencedora" na procura de ganhar a partida.

O treinador portista reconhece, no entanto, que o principal problema da sua equipa neste momento é "sofrer tantos golos". "Os jogadores sabem o que se passa, não é um problema deste momento... já vem de trás. Não é normal numa equipa minha, sobretudo em casa, sofrer tantos golos e isso tem forma com a forma como atacamos", justificou.

Uma questão que Sérgio Conceição fez questão de lembrar é o desgaste provocado pelos sucessivos jogos com pouco tempo de intervalo e, nesse contexto, apelou a uma análise futura. "Fizemos cinco jogos com intervalo de três dias. O futebol em Portugal tem de analisar esta densidade competitiva, mas tem de fazê-lo no início da época, pois agora não há nada a fazer. É preciso planear bem as competições, que neste momento prejudicam muito as equipas portuguesas na Europa", alertou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG