Pai de Bruno Alves quer final entre Portugal e Brasil

O pai do futebolista português Bruno Alves, o ex-defesa brasileiro Washington Alves, admite que será "homem feliz" se Portugal e Brasil forem à final do Mundial2014, mas nesse caso vai torcer pela equipa do filho.

Nascido em 1947 em Barão de Cocais, perto de Belo Horizonte, Washington Alves chegou a alinhar numa das principais equipas do Brasil, o Flamengo (Rio de Janeiro), mas partiu depois para Portugal, onde representou o Espinho, Varzim, Rio Ave, Vitória de Guimarães e a Lusitânia de Lourosa.

O futebol corre nas veias da família Alves. A avó do defesa central da seleção portuguesa, Niza Alves, deu à luz nove filhos, cinco dos quais com nomes de presidentes ou grandes estadistas, como Lincoln, Washington, Júlio César, Geraldo e Wilson, e que foram jogadores profissionais de futebol. O seu irmão Geraldo, segundo adiantou, chegou a ser apontado como uma das grandes figuras do Flamengo, a par de Rivelino e de Toninho Cerezo.

"Vou apoiar a seleção em que o meu filho joga. Se o Bruno for chamado, eu vou torcer primeiro por Portugal. Obviamente, continuo a ser brasileiro, mas se a final for Portugal-Brasil, eu serei um homem feliz. Vou torcer pelo meu filho, mas posso perder", admitiu Washington Alves, em declarações ao sítio oficial da FIFA na internet.

O pai de Bruno Alves, apontado pelo organismo máximo do futebol mundial como um símbolo dos "países irmãos", elogiou o Mundial2014, que o Brasil "teve a oportunidade de organizar", recordando a paixão que o povo brasileiro nutre pela modalidade.

Por outro lado, realçou a possibilidade que Bruno Alves tem de "brilhar no Brasil", classificando-o como alguém que "odeia perder e nunca para de lutar".

Washington Alves alimentou ainda "o sonho" de ver as duas equipas de língua portuguesa na final do Maracanã, no Rio de Janeiro, a 13 de julho.

"É um sonho que se pode tornar realidade. Eu acredito na equipa que o técnico português [Paulo Bento] construiu. É um plantel coeso e sem pontos fracos. Estou também impressionado com a forma como Scolari prepara a sua equipa, com espírito de união e companheirismo", sublinhou.

Washington Alves vive atualmente em Espinho e é pai de três filhos que não deixaram se seguir a tradição da família. Bruno, de 32 anos, joga Fenerbahce, da Turquia, Geraldo, de 33, é defesa central na equipa romena do Petrolul. O mais novo, Júlio Alves, 22 anos, alinha no Rio Ave e integrou a seleção de sub-20 que terminou em segundo o Mundial da Colômbia, em 2011.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG