Nani. À beira do clube dos 100

É um dos jogadores do núcleo duro da seleção e com mais internacionalizações a seguir a Cristiano Ronaldo

Cresceu nas escolas do Real Massamá, mas foi na formação do Sporting que se fez jogador. Dois anos na equipa principal leonina, entre 2005 e 2007, bastaram para Sir Alex Ferguson vir outra vez "pescar" a Alvalade, depois de anos antes lá ter descoberto Cristiano Ronaldo. Ao serviço do Sporting, Nani nunca foi campeão nacional, mas ajudou na conquista de uma Taça de Portugal antes de se mudar para Old Trafford no verão de 2007.

No poderoso Manchester United, que na altura pagou ao Sporting 25,5 milhões de euros pelo seu passe, Nani engrossou o seu currículo com vários títulos, com destaque para quatro Ligas inglesas, uma Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes durante oito épocas. Com altos e baixos em Old Trafford, o extremo nunca conseguiu atingir o estatuto de estrela da equipa, mesmo assim foi contribuindo com golos e lances vistosos ao seu bom estilo.

Vivi na casa dele [Cristiano Ronaldo

As duas últimas épocas no clube inglês foram penosas. Em 2012/13 participou num total de 21 jogos e marcou apenas três golos. No ano seguinte, com David Moyes como treinador, o registo foi ainda pior: um golo em 13 aparições. Percebendo que não seria opção para Louis van Gaal, decidiu sair e regressar por empréstimo ao Sporting em 2014/15, onde realizou uma grande temporada, recuperando a alegria de jogar. Terminado o empréstimo aos leões, desvinculou-se do Manchester United e assinou pelo Fenerbahçe, clube turco treinado por Vítor Pereira, onde falhou a conquista do título.

Durante o Euro 2016 irá certamente festejar a sua centésima internacionalização pela seleção nacional (tem 94 e Portugal ainda vai disputar três jogos particulares, sendo que neste grupo só Ronaldo tem mais do que ele), ele que se estreou com a camisola das quinas no dia 1 de setembro de 2006, lançado por Luiz Felipe Scolari na derrota por 4-2 na Dinamarca, em que apontou um golo, numa partida de apuramento para o Euro 2008. Pela seleção falhou o Mundial 2010 (chegou a viajar para a África do Sul), depois de uma brincadeira num estágio a dar um mortal no campo do Massamá. Aliás, os mortais são uma das suas imagens de marca sempre que marca um golo, ele que é fã de capoeira e não dispensa o ioga e a meditação, para trabalhar a concentração e o relaxamento.

Vamos preparar-nos bem para chegar em excelentes condições ao Europeu e tentar conquistar o troféu que era muito bom para o nosso país. Vamos chegar com muita confiança e tentar ganhar. Temos jogadores para ganhar o Europeu.

Nani tem como pontos fortes a velocidade e os dribles, jogando nas duas alas ou no meio. Marca golos com facilidade e destaca-se também nas assistências. É um dos jogadores do núcleo duro na seleção e no Euro2016 deverá manter esse estatuto.

BI
Data de nascimento: 17/11/1986 (29 anos)
Naturalidade: Praia, cabo Verde
Altura: 1,77 m
Peso: 66 kg
Clube atual: Fenerbahçe (Turquia)
Clubes de formação: Real Massamá e Sporting
Clubes representados: Sporting, Man. United, Sporting e Fenerbahçe
Títulos: Taça de Portugal (2006/07 e 2014/15); Liga inglesa (2007/08, 2008/09, 2010/11 e 2012/13); Liga dos Campeões (2007/08), Taça da Liga inglesa (2008/09 e 2009/10), Supertaça de Inglaterra (2007, 2008, 2010 e 2011), Mundial de Clubes (2008).

CARREIRA NA SELEÇÃO
Estreia: 1/9/2006, Portugal-Dinamarca (4-2)
Internacionalizações: 94
Golos: 18
FASE DE QUALIFICAÇÃO
Jogos: 8
Minutos: 688
Golos: 1

NÚMEROS
1 - Ligas dos Campeões (Manchester United)
3 - Clubes representados enquanto sénior (Sporting, Manchester United e Fenerbahçe)
4 - Campeonatos nacionais (no Manchester United)
17 - Número da camisola
18 - Golos na seleção nacional A
483 - Total de jogos ao longo da carreira
94 - Total de golos na carreira
25 500 000 Valor da transferência do Sporting para o Manchester United
7 082 958 - Total de seguidores no Facebook
17 - Idade com que se estreou no futebol profissional

Mais Notícias

Outras Notícias GMG