Moutinho adverte para forma de jogo da Irlanda do Norte

O médio João Moutinho advertiu esta segunda-feira que Portugal terá de evitar "entrar no jogo" da Irlanda do Norte, procurando contrapor um futebol mais trabalhado ao estilo mais físico e direto do adversário de sexta-feira, em Belfast.

A recente derrota da Rússia na capital norte-irlandesa, por 1-0, deixou a seleção portuguesa de futebol de sobreaviso para o encontro do grupo F europeu de qualificação para o Mundial de 2014, que João Moutinho e os restantes 23 jogadores convocados pelo selecionador Paulo Bento só pensam em vencer.

"Sabemos que é uma equipa complicada, joga um futebol direto e com o seu público empolga-se ainda mais. Se entramos no mesmo jogo, eles, porque estão mais habituados, vão superiorizar-se e não queremos entrar por ai", assinalou o médio do Mónaco, recomendando um futebol com "a bola no chão e a sua circulação rápida".

João Moutinho sublinhou que a seleção portuguesa já defrontou adversários com as características da Irlanda do Norte e conseguiu vencer, mas reconhece que a partida de Belfast "vai exigir um pouco mais do que outros jogos em termos físicos", lembrando as dificuldades sentidas frente aos norte-irlandeses há menos de um ano, no empate 1-1, no Estádio do Dragão.

"É um resultado que não queremos repetir, mas não vamos com um sentimento de vingança. Sabemos que não estivemos tão bem nesse jogo. Já analisámos e sabemos onde estivemos mal. Queremos chegar à fase final do Campeonato do Mundo e dependemos de nós para ficarmos em segundo e atingirmos o play-off", assegurou.

Apesar de a seleção lusa liderar o grupo, João Moutinho observou que Portugal tem mais um jogo realizado do que a Rússia e, tal como Paulo Bento, recusa desgastar-se com a questão do primeiro lugar e o consequente apuramento direto para o Brasil, preferindo apontar baterias ao play-off que também pode valer o acesso à fase final.

"Só podemos pensar no que depende de nós que é o segundo lugar. A derrota da Rússia deixou-nos mais de sobreaviso acerca do que a Irlanda pode fazer em casa, com o apoio do seu público, num ambiente que será muito adverso para nós", sustentou, garantindo que Portugal vai "procurar a vitória do primeiro ao último minuto".

O médio, que esteve lesionado e disputou este fim de semana o primeiro jogo oficial da época, ao serviço do Mónaco, assegurou que está a melhorar fisicamente e assinalou que ainda tem quase uma semana para atingir índices físicos ainda melhores e dessa forma chegar à Irlanda do Norte "no máximo".

João Moutinho lamentou a ausência do ponta-de-lança Hugo Almeida, que foi este segunda-feira dispensado devido a lesão, mas defendeu que o seu substituto, o avançado Nelson Oliveira, "virá com enorme vontade de ajudar" a vencer o importante jogo de sexta-feira.

Portugal defronta a Irlanda do Norte a 6 de setembro, no estádio Windsor Park, em Belfast, em jogo com início às 19.45 horas (mesma hora em Lisboa) e arbitragem do holandês Danny Makkelie, quatro dias antes de jogar com o Brasil, em encontro de caráter particular, em Boston, nos Estados Unidos.

Portugal lidera o grupo F com dois pontos de vantagem sobre a Rússia e três sobre Israel, mas tem mais um jogo realizado do que os dois principais rivais na corrida à fase final do Mundial, enquanto a Irlanda do Norte é quarta classificada, a oito pontos da equipa lusa e só matematicamente mantém perspetivas de qualificação.

Mais Notícias