Governo volta a excluir investimentos nos estádios

Laurentino Dias considera que os estádios da Luz, Dragão e Alvalade são suficientes e têm as condições necessárias.

O Governo voltou a excluir a hipótese de investir na remodelação e melhoramento de estádios de futebol para a candidatura ibérica ao Mundial2018/22, defendendo que os recintos dos "três grandes" têm a "capacidade necessária".
"Desde o início dissemos que não estávamos disponíveis para fazer novos investimentos. A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) sabe que o Governo não se responsabiliza nem garante quaisquer tipos de obras ou investimentos necessários, em estádios como o de Braga, Algarve ou qualquer outro", afirmou o secretário de Estado da Juventude e do Desporto.
Laurentino Dias, que falava à margem da cerimónia de entrega dos certificados ao primeiro grupo de futebolistas que concluíram o Programa Novas Oportunidades, defende que os estádios de Benfica, Sporting e FC Porto garantem a "presença de Portugal na organização" com a Espanha do Mundial2018/22.
"O estádio da Luz, o de Alvalade e o do Dragão têm a capacidade necessária e darão a maior dignidade à participação de Portugal", referiu. 
O secretário de Estado da Juventude e do Desporto admitiu que tem tido "várias reuniões" com a FPF tendo em vista o papel de Portugal na candidatura ibérica e lembrou que esta é uma "fantástica oportunidade de promoção do país".
"Temos que também tirar rentabilidade das infraestruturas desportivas que temos", concluiu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG