Figo acredita no apuramento para o Euro2012

O antigo internacional Luís Figo afirmou hoje que a selecção portuguesa de futebol tem todas as possibilidades de garantir o apuramento para o Euro2012 e considerou que a equipa tem soluções para colmatar algumas ausências.

"Temos todas as condições e possibilidades para nos apurarmos, mas também existe a possibilidade de não estarmos", disse Luís Figo, acrescentando: "Espero que consigamos o apuramento como primeiro do grupo, até agora o percurso tem sido brilhante".

Luís Figo considerou que a equipa orientada por Paulo Bento "tem alternativas para colmatar algumas ausências", sobretudo no sector defensivo, e referiu que os escolhidos para integrarem o "onze" titular "darão 200 por cento".

A seleção portuguesa, com vários jogadores ausentes por lesão -- Pepe, Fábio Coentrão, Sílvio e Hugo Almeida -, defronta sexta-feira a Islândia e quatro dias depois a Dinamarca, nos dois últimos encontros do grupo H, que lidera, em igualdade (13 pontos) com Dinamarca e Noruega (mais um jogo).

O antigo futebolista falava após uma cerimónia na escola Pedro Alexandrino, na Póvoa de Santo Adrião, Odivelas, na qual entregou, em nome da fundação com o seu nome, uma cadeira de rodas a Keyla Semedo, uma jovem de 16 anos que há dois anos foi vítima de um grave acidente.

Luís Figo escusou-se a comentar o abandono de Ricardo Carvalho e a indisponibilidade de Danny, por razões pessoais, considerando que o essencial é a união: "Acho que nos devemos concentrar no que temos de fazer e estar unidos para conseguir o objectivo que é a qualificação".

O actual diretor de relações internacionais do Inter de Milão admitiu acompanhar apenas através da comunicação social o período pré-eleitoral na Federação Portuguesa de Futebol e o campeonato português.

No entanto, mostrou-se satisfeito com o actual período do Sporting, o único clube que representou em Portugal: "Em termos de resultados penso que é fantástico, depois de um começo difícil o Sporting volta a ter possibilidades de estar em cima na classificação".

Na escola Pedro Alexandrino, em representação da Fundação Luís Figo, o mais internacional dos futebolistas portugueses, disse ter vivido "um dia extremamente gratificante, no qual, mais uma vez ficou demonstrado, que pequenos gestos podem mudar vidas".

Aos muitos alunos que assistiram à cerimónia, Luís Figo falou da importância de cada um "perseguir o seu próprio sonho", dando como exemplo a sua própria história, mas lembrou a importância dos estudos e a necessidade, cada vez maior, de "terminar um curso".

Mais Notícias