Fernando Santos quer atitude para poder vencer Andorra

O selecionador nacional recorda que Portugal vai enfrentar uma equipa que só sofreu três golos nos jogos que realizou em casa

Fernando Santos assumiu esta sexta-feira que a partida de amanhã (19.45) em Andorra é essencial vencer para depois discutir no último jogo com a Suíça o apuramento direto para o Mundial da Rússia.

"Temos falado muito sobre as dificuldades que Andorra nos pode colocar, pois trata-se de uma equipa que tem evoluído muito nos últimos tempos, como prova o facto de apenas ter sofrido três golos nos quatro jogos que disputou em casa", recordou, desvalorizando o facto de a partida se realizar num relvado sintético: "É o campo onde temos de jogar, diferente do que estamos habituados, é verdade, mas não pode servir de desculpa."

Nesse sentido, o selecionador nacional avisa que "não será um jogo fácil", mas garante que apenas "dependerá da atitude" que os jogadores nacionais apresentarem em campo. "Eu tenho a certeza que vamos apresentar a atitude mais correta", pois "só assim será possível vencer jogos como este".

"Se não conseguirmos ser superiores na atitude, paixão, vontade e determinação, teremos mais dificuldades em ganhar", frisou, lembrando que desde o início "o objetivo sempre foi o primeiro lugar" e o consequente apuramento direto. "Temos de vencer estes dois jogos para alcançarmos esse objetivo", alertou, garantindo no entanto que ninguém começou já a pensar no jogo de terça-feira com a Suíça. "Se alguém estivesse a pensar na Suíça não tinha vindo a Andorra."

"Depois de vencermos este jogo de elevado grau de dificuldade pensaremos na Suíça, antes nem pensar", sublinhou, lembrando que depois da derrota com os helvéticos logo na primeira jornada "tornou-se obrigatório ganhar todos os jogos", razão pela qual "a pressão é algo que estes jogadores estão habituados".

Sobre a equipa que irá iniciar o jogo em Andorra nem uma palavra. "Só dou a minha equipa duas horas antes do jogo", assumiu, não se mostrando disponível para revelar se irá poupar os jogadores que estão em risco de castigo.

Já o médio Danilo Pereira alertou para o facto de Andorra ser "uma equipa poderosa em casa", pois "não sofre muitos golos", razão pela qual assume que será um desafio "complicado". "Como o nosso selecionador tem dito, esta é uma meia-final porque sem a vitória, o jogo com a Suíça nada representa", sublinha.

Danilo disse estar "confiante" para os dois últimos jogos do grupo B de apuramento para o Mundial 2018, elogiando o facto de a Federação Portuguesa de Futebol ter optado por um voo da Força Aérea Portuguesa para Andorra: "Foi uma alternativa válida para estarmos mais frescos e não termos o desgaste de muitas horas de viagem."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG