André Gomes. O falso lento que conquistou o Mestalla

De dispensado do FC Porto nos escalões de formação, notícia dada por Luís Castro, até à titularidade do Valência, o médio passou ainda pelo Boavista e pelo Benfica

Foi uma dispensa que, até hoje, muitos continuam sem compreender. Aos 14 anos, André Gomes era capitão dos iniciados do FC Porto e um dos jogadores mais promissores. Não era o mais rápido, nem tampouco o mais habilidoso, mas destacava-se pela facilidade de jogar com os dois pés, a qualidade de passe e a aptidão para as bolas paradas e assumir a "batuta" da equipa.

Porém, em 2008 André Gomes recebeu a notícia de Luís Castro, na altura responsável pelo futebol de formação do FC Porto, de que estava dispensado. O Boavista abriu-lhe as portas, após um empréstimo ao satélite Pasteleira, mas o Benfica acabou por recrutar André Gomes quando este ainda era júnior. Pouco mais de um ano depois, já era opção para Jorge Jesus, rendido às características físicas e técnicas do médio, com uma estampa física pouco habitual em centrocampistas portugueses (1,88m e 83kg).

De dispensado no FC Porto a promessa no Benfica, André Gomes acabou por não ter uma participação muito ativa na equipa principal (Enzo Pérez era a prioridade de Jorge Jesus), pois fez apenas 14 jogos na I Liga, embora tenha sido titular na final da Liga Europa em 2013.

No entanto, o potencial estava à vista, mas o Benfica não tardou em transferir o médio: em janeiro de 2014 vendeu a totalidade do seu passe, a um fundo ligado a Peter Lim, por 15 milhões de euros. André Gomes acabou a época na Luz e o seu futuro, nas mãos de Lim e Jorge Mendes, era uma incógnita.

Não sei se seria titular no Benfica ou suplente. Talvez hoje tivesse mais espaço, mas queria ter mais oportunidades do que as que estava a ter no Benfica

O Valência acabou por ser o destino, mas os adeptos "ché" torceram, inicialmente, o nariz à sua contratação - inicialmente por empréstimo, mas a imprensa valenciana cedo antecipou que a opção de compra acabaria por ser exercida. Mas André Gomes conseguiu, a pulso, conquistar o Mestalla, a ponto de ter despertado a atenção do Barcelona no último ano.

Médio cerebral, trata-se de um "falso lento" com bom sentido posicional, sendo a referência do Valência para a circulação de bola. O Valência fez uma má época, mas André Gomes foi um dos poucos a escapar à ira dos adeptos - em abril, à saída de um treino, parou o carro para ouvir as críticas dos adeptos e dar a cara pela equipa.

Interesse do Barcelona? O que se tem falado não me preocupa. Gosto muito do Valência e só quero preocupar-me em continuar com o bom momento que tínhamos, continuar a jogar bem. O resto não me preocupa.

Aos 22 anos, André Gomes estreia-se num Europeu, para já com um papel secundário à vista, até porque fez apenas um jogo na fase de qualificação. No Valência, tem sido ele e mais 10 - é o 4.º mais utilizado do plantel.

BI:

Data de nascimento: 30/07/1993 (22 anos)
Naturalidade: Grijó
Altura: 1,88 m
Peso: 83 kg
Clube atual: Valência (Espanha)
Clubes de formação: FC Porto, Pasteleira, Boavista e Benfica
Trajeto: Benfica, Valência
Títulos: Liga portuguesa (2013/14), Taça de Portugal (2013/14) e Taça da Liga (2013/14)

CARREIRA NA SELEÇÃO
Estreia: 07/09/2014, Portugal-Albânia (0-1)
Internacionalizações: 6
Golos: 0

FASE DE QUALIFICAÇÃO
Jogos: 1
Minutos: 90
Golos: -

NÚMEROS
15 - Milhões de euros, verba pela qual o Benfica vendeu o seu passe
37 - Internacionalizações pelas seleções jovens
63 - Jogos na Liga espanhola
6 - Golos marcados na Liga espanhola
50 - Milhões de euros de cláusula de rescisão
2,2 - Milhões de euros de salário bruto anual em Espanha

Mais Notícias

Outras Notícias GMG