André Almeida quer espírito do Benfica na seleção

Defesa confessa que no início da época não acreditava vir a estar entre os convocados para o Mundial, mas espera agora transportar para a seleção o espírito de conquista da época do Benfica. E revela a maior preocupação do grupo: Cristiano Ronaldo

André Almeida espera transportar o espírito de conquista que o Benfica demonstrou esta época para a seleção portuguesa de futebol, que está a viver esta quinta-feira o segundo dia do estágio de preparação para a fase final do Mundial2014.

O jovem defesa lateral, de 23 anos, está empenhado em ajudar a equipa lusa a concretizar também os objetivos - que passam, em primeira instância, pelo apuramento para os oitavos de final -, e só tem uma preocupação: a condição física do "capitão" Cristiano Ronaldo.

"Foi importante ter chegado aqui depois da caminhada que fizemos no Benfica, mas agora estou focado na seleção e espero contribuir", assinalou o jogador, que nesta temporada já contribuiu para que o Benfica se sagrasse campeão nacional e conquistasse a Taça de Portugal e a Taça da Liga.

Mesmo sem todos aqueles troféus, André Almeida assinalou que representar a seleção nacional na fase final da mais importante competição mundial seria sempre causa de "grande satisfação" e ainda mais por a fase final se realizar no Brasil.

"Nesta fase não existe cansaço. A motivação e o orgulho de estar a representar seleção são tão grandes que o cansaço passa ao lado", disse o defesa benfiquista em declarações aos órgãos de comunicação social, antes do segundo treino do estágio de preparação para o Campeonato do Mundo.

Preocupados com Cristiano Ronaldo

André Almeida acredita que os 23 eleitos de Paulo Bento estarão aptos quando chegar a altura de disputar o primeiro jogo no torneio, frente à Alemanha, a 16 de junho, pois "todos os jogadores são importantes" e "fazem falta", ainda que talvez haja um mais valioso.

"Obviamente que estamos preocupados com ele [Cristiano Ronaldo] e com todos os jogadores. É um jogador muito importante para nós e queremos que esteja bem, nas melhores condições possíveis para poder ajudar a equipa", notou.

O avançado do Real Madrid, melhor marcador da história da seleção nacional, com 49 golos, falhou os últimos jogos da equipa espanhola, com o objetivo de recuperar ao máximo das lesões para a final da Liga dos Campeões, frente ao rival Atlético de Madrid, no sábado, no Estádio da Luz, em Lisboa.

O melhor futebolista mundial de 2013 é um dos três ausentes entre os 23 convocados, em conjunto com os colegas de equipa Pepe e Fábio Coentrão, "reforços" que o defesa acredita poderem ajudar a equipa das quinas a concretizar o objetivo inicial de ultrapassar a fase de grupos.

"Normalmente, a seleção disputa todos jogos com o intuito de ganhar. Vamos passo a passo, a pensar primeiro na fase grupos e a partir daí veremos", sustentou o jogador, considerando que a missão passa por "responder da melhor maneira" quando for solicitado pelo selecionador.

André Almeida revelou que "correram lágrimas" de felicidade com o anúncio da sua inclusão entre o lote de selecionados para o Mundial2014, reconhecendo que se lhe perguntassem no início da época se seria uma das escolhas de Paulo Bento a sua resposta seria, "provavelmente, não".

"Beto foi esperto, parabéns para ele"

O jogador já falou, "em jeito de brincadeira", com o colega de seleção Beto, guarda-redes do FC Sevilha, que foi decisivo na conquista da Liga Europa por parte da equipa espanhola, na final que disputou com o Benfica, em Turim (Itália).

"Já falámos sobre isso. Ele esteve bem, foi esperto e parabéns para ele, ganhou a Liga Europa", sorriu André Almeida, em referência à forma como Beto defendeu os remates dos benfiquistas Cardozo e Rodrigo no desempate por grandes penalidades.

Portugal integra o grupo G da fase final, em conjunto com a Alemanha, frente à qual se vai estrear, a 16 de junho, em Salvador, os Estados Unidos, que defrontará a 22, em Manaus, e o Gana, último adversário na primeira fase de prova, a 26, em Brasília.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG