André Almeida é a 10.ª vítima de lesões musculares

As mazelas físicas já levaram a seleção nacional a fazer quatro substituições forçadas nos dois jogos do Mundial 2014. André Almeida foi a última vítima, elevando para 10 o número de jogadores de Portugal que sofreram lesões musculares desde o ínicio da preparação da prova.

Contra a Alemanha, foram Hugo Almeida e Fábio Coentrão a sair lesionados - o avançado, não joga mais na fase de grupos e o lateral esquerdo não recupera até final do Mundial 2014 (até já regressou a Portugal). E no decorrer do jogo com os EUA as baixas foram Helder Postiga (rendido ao minuto 16) e André Almeida (substituído ao início da segunda parte).

Juntando-se a estes casos, Portugal já tinha sofrido com outras lesões musculares desde que começou o estágio de preparação do Mundial. Cristiano Ronaldo e Pepe estiveram condicionados quase até ao final dos trabalhos nos Estados Unidos. Beto e Pepe também estiveram ausentes de algumas sessões de trabalho. Rui Patrício magoou-se também durante a partida com a Alemanha (e também não joga mais na fase de grupos). E Bruno Alves também esteve condicionado nos últimos dias, devido a uma mialgia no adutor da coxa esquerda.

Juntando-se-lhes os casos de Postiga (que também tem estado limitado, usando até uma coxa elástica na perna esquerda) e André Almeida, chega-se a dez episódios de lesões musculares, que têm dificultado, e muito, a participação da seleção nacional no Mundial 2014.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG