No "jogo pela paz", Maradona pegou-se com Véron

Os dois argentinos desentenderam-se durante a partida, que contou com Sérgio Conceição e Rui Costa

Os portugueses Sérgio Conceição e Rui Costa, o argentino Diego Maradona, o brasileiro Ronaldinho, o italiano Francesco Totti e outras figuras do futebol mundial juntaram-se na quarta-feira em Roma para o "jogo pela paz", respondendo a um apelo do Papa Francisco.

"Estamos aqui para jogar pela paz, a paz em todo o Mundo", disse Maradona antes do apito inicial do jogo amigável no qual participaram igualmente os seus compatriotas argentinos Hernán Crespo e Juan Sebastián Verón, o brasileiro Cafú, Frédéric Kanouté, do Mali, ou o francês Vincent Candela, que anteriormente tinham sido recebidos pelo Papa no Vaticano.

O "jogo pela paz" é uma iniciativa de solidariedade criada pelo Papa Francisco, cujos fundos revertem a favor da Scholas Occurentes, uma rede internacional que congrega 400 mil escolas nos cinco continentes.

Este ano, uma parte dos fundos angariados pelo encontro, disputado hoje em Roma, serão canalizados para ajudar as populações afetadas pelo sismo que sacudiu Itália no final de agosto.

"Obrigado ao Papa Francisco, obrigado a todos aqueles que vieram ver este jogo e obrigado à Itália. Continuaremos a jogar pela paz", prometeu Maradona.

O jogo ficou ainda marcado por um desentendimento entre Maradona e Véron, que se desentenderam no final da primeira parte.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG