Rúben Amorim entregou lista de imprescindíveis a Varandas e Hugo Viana

O treinador do Sporting recusou comentar o mercado de transferências, mas lembrou que "os clubes portugueses têm sempre de vender", pelo que disse estar preparado para o que vier a acontecer.

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, disse esta sexta-feira que entregou ao presidente do clube, Frederico Varandas, e ao diretor desportivo, Hugo Viana, uma lista de futebolistas imprescindíveis, mas garantiu que lhes pediu "apenas para continuar o projeto".

Em conferência de imprensa, em Alcochete, o técnico recusou comentar o mercado de transferências, alegando, mais uma vez, que o faz apenas após o encerramento, mas lembrou que "os clubes portugueses têm sempre de vender", pelo que disse estar preparado para o que vier a acontecer.

"Não me preocupo muito com isso. O que faço é entregar a lista de jogadores que acho que são fundamentais para o nosso projeto, mas depois não passa pelas minhas mãos e há que entender que o mercado é mesmo assim", desabafou Rúben Amorim, durante a antevisão do encontro com o Santa Clara, da derradeira ronda do campeonato.

Por isso, recusou comentar a contratação do central neerlandês Jeremiah St. Juste, oficializado esta semana pelos 'leões', uma vez que "ainda tem um jogo para fazer pelo Mainz", assim como não quis divulgar a lista de jogadores que pretende manter, nem os que ainda pretende contratar.

"Obviamente não vou estar a dizer que lista de jogadores entreguei, porque podemos perder alguns e é do senso comum que os que têm mais mercado são os que tiveram mais rendimento. Depois, o que vamos precisar, pode derivar das saídas. O objetivo é manter ao máximo este grupo e podemos não conseguir", admitiu.

Ainda assim, à 'boleia' de uma questão sobre o futuro de Diego Callai, guarda-redes de 17 anos que trabalha com o plantel principal, Amorim acabou por desvendar que é "ideia" do clube "tentar um novo empréstimo de João Virgínia" junto do Everton e que André Paulo, 'guardião' que termina contrato esta época, "vai ficar".

Sobre Morita, médio do Santa Clara que está perto de reforçar os 'leões', Amorim acabou por falar na condição de jogador influente no adversário de sábado, em encontro da 34.ª e última jornada da I Liga.

"O Morita é um jogador de grande qualidade técnica, japonês, que já isso requer grande trabalho, está na essência dos jogadores japoneses. Pode jogar a 'seis', a 'oito', é um excelente jogador, faz bem ao Santa Clara ter jogadores desta qualidade", avaliou.

O Sporting recebe o Santa Clara no sábado, a partir das 20:30, no Estádio José Alvalade, num encontro que será dirigido pelo árbitro Hugo Miguel (AF Lisboa).

Em caso de vitória, a equipa de Rúben Amorim iguala os 85 pontos que alcançou em 2020/21, época em que se sagrou campeã nacional, mas desta vez perdeu o campeonato para o FC Porto, que assegurou o título no sábado, após vencer o Benfica, no Estádio da Luz, por 1-0.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG