Rúben Amorim e a ameça de exclusão da UEFA: "O clube certamente vai tratar disso"

Sporting luta com Santa Clara por um lugar na final da Taça da Liga. Clube de Alvalade recebeu aviso europeu para fazer prova de regularização de dívidas.

Rúben Amorim conta os dias para fechar o mercado. O treinador do Sporting não quer perder jogadores até dia 31 de janeiro, mas admite que isso pode acontecer. Seja João Palhinha, Gonçalo Inácio ou outro. "O Palhinha vai a jogo. Em relação ao mercado, não sabemos. Faltam sete dias. É um espaço curto, toda a gente vai saber o que vai acontecer, não vale a pena pensar nisso. O Palhinha está [pronto] para jogo e está muito bem. Confio que posso ficar com o Palhinha, mas o futebol tem coisas que não controlamos, sabemos que a situação do clube e do país não mudou assim tanto. Conto com o Palhinha e espero que ele continue", disse esta terça-feira o jovem técnico leonino na antevisão do jogo com o Santa Clara, de quarta-feira, na meia final da Taça da Liga.

Para o treinador, a cobiça aos leões é normal: "Ganhámos um campeonato, uma Taça de Portugal e Taça da Liga, passámos na Champions mas isso foi tudo num ano e meio. A situação do clube não mudou assim tanto. Temos essas dores de crescimento que se tiver de acontecer estaremos preparados para dar resposta. Obviamente que não gostámos de perder nenhum jogador."

A exibição menos boa do defesa Gonçalo Inácio diante do Sp. Braga mereceu um comentário do treinador, que recordou a idda de (20 anos) do jovem jogador:"O Inácio teve um crescimento muito grande. Quando o puxámos para cima jogava a defesa-esquerdo, não era titular indiscutível nos sub-23. Adaptou-se muito bem à equipa e estou muito satisfeito com ele. Teve um dia menos bom, tem feito muitos jogos."

Mas o 31 de janeiro não é só o dia do fecho do mercado. É também o timing final para o Sporting fazer prova de regularização de dívidas, nomeadamente a verba à Sampdória decorrente da vende de Bruno Fernandes, sob pena de ser excluído das competições europeias nas próximas três épocas. O aviso da UEFA foi feito hoje, depois da Câmara de Recursos do Comité de Controlo Financeiro de Clubes da UEFA rejeitar o apelo dos leões, no âmbito das medidas de Fair Play Financeiro. "Não fazia ideia disso, não me passam essas informações porque cada um tem o seu lugar. São coisas com os quais não tenho de me preocupar. O clube é muito grande e organizado e certamente vai tratar disso", disse o treinador.

Em declarações à Sport TV, antes de ir à Sala de Imprensa, o treinador não escondeu o desejo de vencer a competição pela terceira vez seguida (venceu uma pelo Sp. Braga e uma pelo Sporting). "Não esperava lutar por tantos títulos na Taça da Liga. A urgência de vencer um título parece a mesma da primeira vez. Pensava que aquele jogo ia ajudar na minha carreira. Essa parte já passou e, como vemos no futebol, dois resultados maus mudam tudo. Estamos em todas as frentes e vamos jogar para vencer. Vai ser muito difícil, mas temos de vencer o Santa Clara", deixou claro.

Pedro Porro continua de fora porque "não está a 100%". A escolha para o lado esquerdo irá recair em Esgaio e Esteves: "Temos ainda outras soluções se quisermos ser ainda mais ofensivos. Vamos apresentar uma equipa muito forte."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG