Pugilista da Namíbia detido por assédio sexual na aldeia olímpica

Porta-estandarte da delegação da Namíbia terá tentado violar empregada da aldeia olímpica e ofereceu-lhe dinheiro em troca de sexo

Jonas Junius, um pugilista da Namíbia de 22 anos, foi preso esta segunda-feira por suspeitas de assédio sexual na aldeia olímpica.

Segundo O Globo, que cita fonte da Polícia Civil brasileira, o atleta detido foi o porta-estandarte da delegação olímpica da Namíbia na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio. Terá tentado agarrar e beijar uma empregada de limpeza da aldeia olímpica, oferecendo-lhe ainda dinheiro em troca de sexo. A vítima conseguiu escapar da tentativa de agressão e avisou de imediato a polícia.

Jonas Junius foi levado para o Complexo Penitenciário de Bangu e já não deverá combater contra o francês Hassan Anzille. O combate estava marcado para a próxima quinta-feira, dia 11 de agosto.

Na semana passada, dia 5, o pugilista marroquino Hassan Sada foi preso por suspeita de assediar duas empregadas da aldeia olímpica e ficou detido temporariamente, tendo falhado a competição.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG