Mack Horton roubou ouro a Sun Yang e abriu guerra Austrália-China

Australiano chamou batoteiro ao chinês, por em 2014 ter acusado doping, e foi atacado nas redes sociais, mas não pediu desculpa

De quem é a culpa? Do provocador bad boy da natação chinesa ou do novo menino bonito das piscinas australianas que o acusou de ser "batoteiro"? A polémica ofuscou a medalha de ouro conquistada por Mack Horton nos 400 metros livres, no sábado, com uma vitória sobre Sun Yang, campeão em Londres 2012, que ficou com a medalha de prata. E o caso já deu até origem a uma crise diplomática entre a China e a Austrália, no Rio 2016.

Tudo começou num treino antes da final dos 400 metros livres, com Yang a distrair Mack Horton, atirando-lhe água de forma propositada. O australiano ignorou as provocações do chinês e conquistou o ouro... Horton e Yang, que não se falam, apertaram as mãos para os fotógrafos no pódio.

Mas a verdade é que depois de vencer o rival na piscina, Horton terá chamado o chinês de "drogado trapaceiro" e "batoteiro", aludindo ao facto de Sun Yang já ter sido suspenso, por doping, em 2014. "Eu usei a palavra batoteiro porque ele teve positivo num teste antidoping. Simplesmente tenho um problema com o facto de ele ter tido positivo e continuar a competir", explicou o australiano, sem pedir desculpa.

Sun Yang é muito conhecido na China, depois de se ter tornado o primeiro nadador do país a vencer uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. Depois da derrota, os jornais chineses fizeram capa com Yang a chorar, com mensagens de força. E não demorou muito para a equipa chinesa de natação exigir um pedido de desculpas de Horton, segundo a agência de notícias estatal Xinhua. "Notamos o que tem sido dito nos últimos dois dias por Horton, que lançou um malicioso ataque pessoal (contra os nadadores chineses)", disse o técnico chinês Xu Qi, o mesmo que, horas antes, tinha desmentido a provocação do nadador chinês, justificando que "Sun Yang e os nadadores australianos são amigos".

A delegação chinesa considera que as palavras de Horton foram inapropriadas: "Ferem gravemente os sentimentos entre os nadadores chineses e australianos... É prova da falta de boas maneiras e educação. Exigimos enfaticamente um pedido de desculpas do nadador."

Mas o Comité Olímpico da Austrália limitou-se a dizer que o novo campeão Olímpico dos 400 metros estilos apenas "fez a defesa dos atletas limpos".

Às exigências de pedidos de desculpa juntam-se ainda as ameaças ao australiano nas redes sociais. Só no Instagram, Horton tem já mais de 400 mil comentários, grande parte deles escritos em mandarim.

A animosidade já vinha desde 2014, ano em que o chinês foi suspenso por três meses pela Federação Chinesa de Natação e quis ir treinar para a Austrália, que lhe negou essa possibilidade, "para preservar a integridade da federação australiana", como explicou, na altura, Michael Scott ao jornal Brisbane Courier-Mail.

Agora conheceu novo episódio em plena piscina olímpica...

Mais Notícias

Outras Notícias GMG