Pote lidera luta na lama e Sporting continua intratável

Uma assistência para Nuno Santos (43"), muito trabalho e sacrifício e Pote lança leões para o triunfo (0-2) sobre o Nacional

Mais um dia no escritório para o intratável líder da Liga. E para o líder dos melhores marcadores, Pedro Gonçalves. Um dia de inverno rigoroso e com um relvado transformado em lamaçal. A máquina virtuosa arregaçou as mangas e abateu o Nacional.

A primeira parte foi menos vistosa, até por questões de adaptação ao estado do terreno e ao clima severo (chuvadas frequentes e muito fortes, vento no final muito intenso).

Ainda assim, Pote quase fez o 12.º golo no campeonato: Daniel Guimarães começava aí um duelo que não perderia até final. O 28 do Sporting surgiu na área, o guarda-redes defendeu com a cabeça.

Este lance foi aos 34"e menos de dez minutos depois, Pote tentou outra vez. Recuperou uma bola perto da área do adversário, deu em Nuno Mendes, na esquerda, e correu para a área. A bola saiu larga, Pedro Gonçalves acreditou mais e tocou para a frente da baliza, onde Nuno Santos encostou para o golo (43").

Na segunda parte, o duelo Pote-Daniel Guimarães esteve em alta, com o guarda-redes a adiar constantemente o segundo golo do Sporting. Até com a ajuda do poste (84").

Palhinha, Nuno Santos e Tiago Tomás também cheiraram o golo, mas o segundo dos leões só chegou no último minuto: centro de Tiago Tomás, Jovane ganhou a frente ao adversário e atirou para a baliza deserta.

O Sporting conquistou 35 dos 38 pontos que disputou e chega à 13.ª jornada com 11 vitórias e dois empates.

E sem derrotas. Marcou 30 golos (menos um do que o FC Porto, que joga esta noite) e sofreu oito - a melhor defesa.

Dos 30 golos marcados, 20 têm influência direta da dupla-maravilha: Pedro Gonçalves leva 11 golos marcados e duas assistências; Nuno Santos soma quatro golos e quatro assistências.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG