Português eleito vice-presidente de comité europeu contra violência no desporto

O presidente da Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD) tem representado Portugal em vários projetos internacionais relacionados com a violência no desporto, do Stadia Project, da Interpol, a grupos da União Europeia e do Conselho da Europa.

O presidente da Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD), Rodrigo Cavaleiro, foi esta quinta-feira eleito vice-presidente do Comité do Conselho da Europa dedicado à segurança nos espetáculos desportivos.

A eleição decorreu no âmbito do comité permanente da Convenção de Saint-Denis, em França, sobre uma "abordagem integrada da segurança, da proteção e dos serviços, por ocasião dos jogos de futebol e outras manifestações desportivas", que decorreu entre quarta-feira e hoje.

Rodrigo Cavaleiro foi eleito vice, obtendo uma maioria de votos frente a candidatos de Turquia, Rússia e Espanha, segundo nota da entidade, com o romeno Adrian Dinca como presidente.

O novo mandato na convenção, que Portugal ratificou em 2018, dois anos depois de ter sido lançada pelo Conselho da Europa, será por dois anos, num cargo não remunerado.

Rodrigo Cavaleiro chefia a APCVD desde a sua criação, em 2019, e tem representado Portugal em vários projetos internacionais relacionados com a violência no desporto, do Stadia Project, da Interpol, a grupos da União Europeia e do Conselho da Europa.

Em outubro do ano passado disse, em entrevista à Lusa, que Portugal terá ainda "um longo caminho a desenvolver" para se aproximar, em termos de atuação e legislação dos "princípios da Convenção de Saint-Denis".

Ratificada por Portugal em 2018, apresenta "um modelo completamente diferente" da Convenção de 1985, ainda muito marcada no país, por integrar "a vertente da segurança, da proteção e dos serviços da hospitalidade", em detrimento de uma visão apenas securitária.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG