Polícia confirma: atropelamento junto ao estádio da Luz não foi acidental

PJ estará a tratar atropelamento de adepto italiano do Sporting como um homicídio

O atropelamento de um adepto italiano do Sporting, que estava em Lisboa para assistir do dérbi de sábado entre Sporting e Benfica, não terá sido acidental. A notícia está a ser avançada pela SIC Notícias, que cita fonte da Polícia Judiciária.

Segundo a estação, a PJ sabe que não se tratou de um acidente e estará a investigar o caso como um homicídio, tendo já identificado o condutor do veículo que atropelou Marco Ficini, o italiano de 41 anos que não resistiu aos ferimentos e morreu no local onde houve confrontos entre claques dos leões e encarnados na madrugada de sábado.

Ainda de acordo com a SIC Notícias, a PJ ainda não deteve o responsável pelo crime, que se pôs em fuga após o atropelamento e estaria acompanhado por adeptos do Benfica.

O atropelamento ocorreu ao início da madrugada de sábado, na Avenida Machado Santos, junto à rotunda sul do Estádio da Luz, tendo a PSP sido chamada ao local pelas 02:40 depois de alertada para a existência de confrontos.

A polícia encontrou no local apenas o corpo da vítima.

Sporting e Benfica lamentaram e repudiaram a morte de Marco Ficini. Os encarnados asseguraram em comunicado que, por disporem de "meios audiovisuais de segurança naquela área", estão já em estreita colaboração com as autoridades "no sentido de fornecer os necessários elementos para se apurar as circunstâncias em que este triste e lamentável acontecimento ocorreu".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG