Polícia admite falhas na Taça de França e promete reavaliar segurança

O aglomerado de adeptos junto às zonas de revista é um dos fatores que será analisado para o Euro 2016

O chefe da polícia de Seine Saint-Denis admitiu esta segunda-feira falhas de segurança na final da Taça de França e prometeu reavaliar os métodos utilizados tendo em conta o Europeu, que se realiza de 10 de junho e 10 de julho, em França.

"O sistema de segurança falhou em alguns pontos, que têm de ser corrigidos", disse Philippe Galli aos microfones da rádio Europe 1, acrescentando que o aglomerado de adeptos nas zonas de revista foi uma das situações que têm de ser reavaliadas para o Euro 2016.

Na final da Taça de França, no sábado, no Stade de France, em Saint-Denis, arredores de Paris, o Paris Saint-Germain venceu o Marselha por 3-2.

À mesma rádio, o número dois do mesmo departamento, Jean-Christophe Lagarde, considerou que "as medidas de segurança exigidas pela UEFA não parecem estar adaptadas à atual realidade" e que o aglomerado de adeptos à entrada dos estádios "podem aumentar os riscos, em vez de os diminuir".

Portugal integra o Grupo F da primeira fase do Euro2016, juntamente com as seleções da Islândia, Hungria e Áustria.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG