Paulo Sousa e Vítor Pereira apuram-se para a Liga dos Campeões asiática

Tianjian Quanjian e Shanghai SIPG, clubes orientados pelos treinadores portugueses, carimbaram apuramento esta terça-feira. Al-Sadd, de Jesualdo Ferreira, também estará na fase de grupos.

A influência dos treinadores portugueses já se estende bem para lá das Liga dos Campeões da UEFA (esta época seis competiram na fase de grupos e metade apurou-se para os oitavos-de-final). Em 2018, estarão três técnicos lusos na Champions asiática: a Jesualdo Ferreira, que já estava diretamente qualificado, com o Al-Sadd (Qatar), juntaram-se esta terça-feira Paulo Sousa (Tianjian Quanjian) e Vítor Pereira (Shanghai SIPG).

A equipa de Paulo Sousa apurou-se ao vencer o Ceres-Negros, das Filipinas, por 2-0 (num play-off disputado a uma só mão). O avançado francês Modeste bisou (18' e 57'). E o Tianjian Quanjian garantiu a presença no grupo E da competição - já sorteada -,. ao lado de Jeonbuk Hyundai Motors (Coreia do Sul), Kitchee (Hong Kong) e Kashiwa Reysol (Japão).

Já o clube de Vítor Pereira, semi-finalista da competição em 2017 (quando era treinado por André Villas-Boas), carimbou o passaporte para a fase de grupos ao derrotar o Chiangrai United, da Tailândia, por 1-0. Yu Hai marcou, aos 48', o único golo da partida. Graças a ele, o Shanghai SIPG junta-se a Kawasaki Frontale (Japão), Ulsan Hyundai (Coreia do Sul) e Melbourne Victory (Austrália) no grupo F do torneio.

O Al-Sadd, vice-campeão qatari, treinado por Jesualdo Ferreira, já tinha presença garantida no Grupo C da prova, com Persepolis (Irão), Al-Wasl (EAU) e Nasaf Qarshi (Uzbequistão). A fase de grupos da Liga dos Campeões asiática inicia-se a 13 de fevereiro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG