Paralímpicos: Portugal estreia-se na canoagem com o vice-campeão mundial

Portugal vai estrear-se na canoagem paralímpica nos Jogos Tóquio2020 com dois atletas, entre os quais Norberto Mourão, vice-campeão mundial e campeão europeu, e parte com esperança de conseguir "um diploma ou até uma medalha".

"O objetivo é dignificar as cores de Portugal e, quem sabe, ouvir o hino", disse Ivo Quendera, coordenador da canoagem portuguesa nos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, que decorrerão entre terça-feira e 05 de setembro.

O responsável garante que "Portugal é candidato a resultados de destaque, nomeadamente diplomas e uma possível medalha", mas refere que o mais importante "é chegar às finais" nas quais, lembra, "todos são candidatos à vitória".

Depois de ter não ter conseguido, por muito pouco, a qualificação para os Jogos Paralímpicos Rio2016, Norberto Mourão chega a Tóquio como vice-campeão do mundo, campeão da Europa, e com vários pódios em Taças do Mundo e um triunfo no evento teste para os Jogos Paralímpicos Tóquio2020, realizado em 2019, antes do início da pandemia de covid-19.

A Norberto Mourão junta-se, em Tóquio, Alex Santos, numa modalidade na qual várias condicionantes externas têm, lembra, Ivo Quendera, "uma influência decisiva na prestação dos atletas".

"Em Tóquio, vamos enfrentar vários desafios, entre os quais o clima, com calor e uma humidade descomunal, e o facto de a pista ter vento lateral e ser de água salgada, o que faz com que a embarcação esteja mais fora da água do que nas pistas de água doce", refere.

Ivo Quendera afirma que a pandemia, que obrigou ao adiamento dos Jogos Paralímpicos, influenciou de "forma negativa" a preparação dos atletas e não permite "ter uma ideia muito clara sobre a concorrência", mas garante que "a força de vontade toma conta dos problemas".

No Sea Forest Waterways, entre 02 e 04 de setembro, os dois canoístas portugueses deverão disputar duas qualificações até chegarem às finais das respetivas categorias, podendo o número ser reduzido para uma, caso consigam apuramento direto na primeira ronda.

Antes dos Jogos, que começam na terça-feira, os dois canoístas portugueses estão a realizar um estágio de aclimatação em Komatsu, na pista de Canoagem do lago de Kiba, a cerca de 400 quilómetros de Tóquio, onde terão oportunidade com atletas japoneses da modalidade, que também vão participar nos Jogos Paralímpicos.

Portugal, que soma 92 medalhas em Jogos Paralímpicos, vai estar representado nos Jogos Tóquio2020 por 32 atletas de oito modalidades.

.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG