Japão destaca "vitória esmagadora" de Tóquio

Intervenção do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, é vista como uma das principais razões para a escolha de Tóquio para acolher os Jogos Olímpicos em 2020.

A imprensa japonesa qualificou neste domingo como "vitória esmagadora" a escolha de Tóquio para voltar a ser sede dos Jogos Olímpicos, em 2020, 56 anos depois da primeira vez.

Apesar dos principais diários japoneses terem sido impressos antes de ser conhecida a decisão final do Comité Olímpico Internacional, as edições digitais dos mesmos destacam com uns títulos maiores do que o habitual a vitória de Tóquio com fotos de euforia dos membros da candidatura que marcaram presença na cerimónia que teve lugar no sábado em Buenos Aires, na Argentina.

Alguns jornais também publicaram neste domingo edições gratuitas especiais que contam com todo o detalhe como serão os Jogos Olímpicos de 2020 e apresentam comentários de atletas e artigos de especialistas e de diversas personalidades sobre o tema.

O diário económico Nikkei fala de "vitória esmagadora" ao destacar os 60 votos conseguidos pela candidatura nipónica, considerando como "chave" a intervenção do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, em Buenos Aires, garantindo que a situação de Fukushima está controlada e não afetará Tóquio.

Referindo-se à reação dos japoneses, o jornal Sankei destaca o "Gigantesco grito de alegria" nas ruas de Tóquio e o Yomiuri destaca que "até à reta final as três cidades candidatas [Madrid e Istambul, além de Tóquio] estavam empatadas, mas a segurança e a viabilidade económica deram vantagem a Tóquio". A televisão estatal NHK emitiu um especial de mais de 12 horas que acompanhou toda a cerimónia do Comité Olímpico Internacional.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG