Estado de Schumacher é "crítico" mas "estável"

A situação Michael Schumacher é hoje "estável" após o terceiro dia de internamento do ex-piloto de Fórmula 1 alemão no hospital onde se encontra em coma induzido, disse aos jornalistas a sua porta-voz, Sabine Kehm.

A situação Michael Schumacher é hoje "estável" após o terceiro dia de internamento do ex-piloto de Fórmula 1 alemão no hospital onde se encontra em coma induzido, disse aos jornalistas a sua porta-voz, Sabine Kehm.

"Neste momento, ele está estável", afirmou Sabine Kehm aos jornalistas à porta do Hospital de Grenoble, considerando tratar-se "de uma boa notícia".

Sabine Kehm explicou que a conferência de imprensa com os médicos do hospital só acontecerá se se registarem alterações no quadro clínico do ex-piloto, que está internado no hospital de Grenoble desde domingo.

Sabine Kehm escusou-se a fazer qualquer comentário sobre o estado de saúde do Michael Schumacher nas próximas horas, adiantando que "apenas os médicos do hospital estão habilitados a falar sobre o assunto".

"A situação continua crítica", sublinhou, adiantando que a "família passou a noite" junto do ex-piloto.

Michael Schumacher foi submetido na terça-feira a nova operação cirúrgica na sequência da qual seu estado "melhorou ligeiramente", embora continue "crítico", revelou nesse dia o hospital de Grenoble, França.

O ex-piloto sofreu no domingo um grave acidente quando esquiava na estância de Méribel, nos Alpes franceses.

Schumacher, que na sexta-feira cumpre 45 anos, encontra-se em coma induzido e em estado crítico depois de ter sofrido uma pancada forte na cabeça na sequência de uma queda.

Mais Notícias