Dia histórico para o desporto português

Rui Costa sagrou-se campeão do mundo de ciclismo e João Sousa venceu primeiro título ATP de ténis para Portugal. Tudo neste domingo

Num domingo sem futebol nacional devido às eleições autárquicas, Portugal voltou a perceber que tem mais atletas de excepção para lá dos relvados, com duas conquistas inéditas que fazem deste um dia histórico para o desporto português. João Sousa e Rui Costa são os nomes que justificam o destaque. Um tornou-se o primeiro português a ganhar um torneio ATP em ténis, o outro sagrou-se campeão do mundo de ciclismo.

Primeiro, pela manhã, foi o vimaranense João Sousa a conquistar as atenções do País com a vitória sobre o francês Julien Benneteau no torneio de Kuala Lumpur, na Malásia, ao fim de três sets e mais de duas horas - 2-6, 7-5, 6-4, em 2:18 horas - levando inclusive o Presidente da República Cavaco Silva a fazer questão de o elogiar publicamente quando abordado pelos jornalistas que o esperavam junto à sua mesa de voto para as eleições autárquicas deste domingo.

A meio da tarde, ainda com o país desportivo a digerir o feito de João Sousa, outro nortenho, o poveiro Rui Costa, fez brilhar as cores de Portugal na prova de elites do mundial de ciclismo de estrada, ao bater num sprint vigoroso nos últimos metros o espanhol Joaquin Rodriguez. Pela primeira vez, o campeão do mundo é português.

O orgulho nacional ficou ao rubro. Mais uma vez, graças ao desporto, num dia em que ainda teve Álvaro Parente a ganhar ao lado do francês Sebastien Loeb no campeonato FIA GT, Félix da Costa no pódio do Wolrd Series by Renault, Miguel Oliveira em quinto na corrida de Moto3, Miguel Arraiolos em quinto numa etapa da Taça do Mundo de triatlo e Rui Silva como o melhor europeu, em 9.º, numa maratona de Berlim que viu cair o recorde mundial da distância.

Um grande dia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG