Carlos Almeida bate recorde nacional dos 50m bruços

Português fez o tempo de 28,16 segundos, mas não conseguiu qualificação para as meias-finais

O português Carlos Almeida melhorou esta terça-feira o recorde nacional dos 50 metros bruços, com o tempo de 28,16 segundos, mas falhou a qualificação para as meias-finais dos Campeonatos do Mundo de natação pura, que decorrem em Barcelona.

O nadador dos norte-americanos Cardinal Aquatic, de Louisville, melhorou em 0,27 segundos o registo que já lhe pertencia desde os Europeus de 2012, disputados em Debrecen, na Hungria, depois de no domingo já ter batido o recorde nacional dos 100 metros bruços.

No entanto, o lisboeta, de 24 anos, falhou o acesso às meias-finais da distância, quedando-se pelo 37.º melhor tempo nas eliminatórias, cujo último apurado nadou em 27,58.

"São dois recordes em duas provas. Optei por nadar os 50 bruços para não ficar parado três dias, entre os 100 e os 200. Fiz o meu melhor e bati o recorde por cerca de três décimos. De qualquer forma fica o amargo de boca, pois com o tempo que obtive podia ter sido mais rápido na prova dos 100 bruços", Carlos Almeida, em declarações reproduzidas no sítio oficial da Federação Portuguesa de Natação na Internet.

Nos 200 metros mariposa, Pedro Oliveira também não conseguiu chegar às meias-finais, depois de ter nadado em 1.58,78 minutos, naquela que foi a 23.ª marca das eliminatórias.

O nadador riomaiorense, de 25 anos, também dos Cardinal Aquatic, recordista nacional na distância desde os Mundiais de Roma de 2009 (1.59,17), necessitava de conseguir pelo menos 1.57,37 minutos, marca obtida pelo último semifinalista.

"Fiz um tempo normal, cerca de três décimos acima do meu recorde pessoal sem fato. Penso que foi uma prova equilibrada", referiu Pedro Oliveira.

Tanto Carlos Almeida como Pedro Oliveira ainda vão voltar a competir na quinta-feira nos Mundiais de Barcelona em 200 metros bruços e 200 metros costas, respetivamente.

"Não há duas sem três, quero bater agora o recorde dos 200. Sinto-me bem, confiante e com muita vontade de fazer um grande resultado", referiu Carlos Almeida, enquanto Pedro Oliveira realçou o facto de ter "um dia de intervalo para descansar", prometendo "afinar tudo para fazer o melhor".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG