Cardinal coloca Portugal nas meias-finais do Europeu

Um "bis" de Cardinal apurou esta segunda-feira Portugal para as meias-finais do Europeu de futsal, dando o triunfo sobre a Ucrânia, por 2-1, nos quartos de final da prova que se está a disputar em Antuérpia, na Bélgica.

Regressado à competição após vários meses sem jogar, devido a lesão, e ainda sem clube, o pivô português foi decisivo no confronto com os ucranianos, dando o apuramento a um Portugal pouco inspirado.

Cardinal marcou ao terceiro minuto de cada uma das partes do encontro, com Yevgen Valenko a marcar, aos 13 minutos, o tento ucraniano.

Na ausência dos lesionados Pedro Costa e Joel Queiroz, o primeiro jogador a destacar-se em Portugal foi João Benedito, com uma grande defesa logo aos dois minutos, após um toque de calcanhar Denys Ovsyannikov.

Quase na resposta, num dos primeiros remates à baliza, a equipa das "quinas" inaugurou o marcador, por Cardinal, que aproveitou um ressalto à entrada da área para rematar de forma colocada, sem hipótese para o guarda-redes contrário.

O golo madrugador não lançou Portugal para uma exibição consistente, apesar de algumas boas iniciativas de Ricardinho, e a Ucrânia acabou por empatar, aos 13 minutos, já depois de Benedito ter evitado, por duas vezes, o golo da equipa de Leste.

Valenko aproveitou uma perda de bola de Ricardinho para, de primeira, bater o guarda-redes português.

A segunda parte começou praticamente como a primeira, com um golo de Cardinal, num remate de fora da área, após um passe de Ricardinho, surpreendendo o guarda-redes contrário, que não terá visto a bola partir.

A equipa ucraniana pareceu sentir o golo português e demorou a reentrar na discussão do encontro, mas Portugal não soube aproveitar o pior momento da equipa contrária e só ameaçou aos 29 minutos, num excelente remate de Ricardinho.

Nos 10 minutos finais, a Ucrânia aumentou a pressão sobre a seleção lusa, que deixou de conseguir construir jogo, valendo, aos 33 minutos, a Portugal uma excelente intervenção de André Sousa, que substituiu ao intervalo João Benedito.

Aos 37 minutos, na melhor jogada portuguesa no encontro, Ricardo Fernandes não conseguiu fazer o 3-1, mas Portugal acabou por segurar a vantagem, apesar de nos últimos três minutos a Ucrânia ter jogado com guarda-redes avançado.

Na quinta-feira, Portugal vai defrontar o vencedor do encontro entre a Itália e a Croácia, que se defrontam na terça-feira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG