Open da Austrália: Nadal, Zverev, Barty e Osaka confirmam terceira ronda

A jogar apenas o seu segundo torneio desde meados de agosto de 2021, e após o triunfo no torneio de Melbourne há pouco mais de uma semana, Rafael Nadal, de 35 anos, voltou a somar mais um triunfo neste início de temporada.

O espanhol Rafael Nadal, o alemão Alexander Zverev, a australiana Ashleigh Barty, número um mundial de ténis, e a japonesa Naomi Osaka, campeã em título, confirmaram esta quarta-feira a presença na terceira ronda do Open da Austrália.

A jogar apenas o seu segundo torneio desde meados de agosto de 2021, e após o triunfo no torneio de Melbourne há pouco mais de uma semana, Rafael Nadal, de 35 anos, voltou a somar mais um triunfo neste início de temporada, ao eliminar o alemão Yannick Hanfmann, 126.º colocado no 'ranking' ATP, pelos parciais de 6-2, 6-3 e 6-4.

"Tendo jogado contra ele em Roland Garros sabia que era perigoso", comentou o esquerdino de Manacor, número cinco mundial, depois de passar duas horas e 42 minutos na Rod Laver Arena para assegurar a qualificação para a terceira ronda.

O próximo adversário do detentor de 20 títulos do 'Grand Slam', um dos quais conquistado em Melbourne Park em 2009, será o russo Karen Khachanov, ex-'top 10' mundial e atual 30.º classificado, com quem nunca perdeu nas sete ocasiões anteriores e que hoje derrotou o francês Benjamin Bonzi também em três partidas, por 6-4, 6-0 e 7-5.

"Tal como disse antes do torneio, as coisas não vão ser perfeitas, mas cada dia que passo em 'court' tenho mais possibilidades de jogar melhor", avançou o antigo líder da hierarquia mundial, que poderá conquistar o 21.º título do 'Grand Slam' nos Antípodas e descolar do recorde partilhado com o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic.

O alemão Alexander Zverev, número três do mundo e um dos fortes candidatos ao troféu, também viveu uma jornada tranquila e confirmou, sem dificuldade, o seu favoritismo diante do local John Millman (89.º) em uma hora e 59 minutos e pelos parciais de 6-4, 6-4 e 6-0.

Depois de assinar 37 'winners', 14 dos quais ases, contra 38 erros não forçados, o campeão das Finais ATP e medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Tóquio2020 vai defrontar o moldavo Radu Albot, carrasco do português João Sousa na terceira ronda da fase de qualificação, que se impôs hoje ao australiano Aleksandar Vukic, por 6-4, 7-6 (7-4) e 6-4.

Numa jornada em que o 10.º cabeça de série, o polaco Hubert Hurkacz, foi batido pelo francês Adrian Mannarino (69.º), por 6-4, 6-2 e 6-3, o italiano Matteo Berrettini, número sete mundial, precisou de quatro parciais para afastar o norte-americano Stefan Kozlov (169.º), o antigo número dois mundial de juniores que se estreou em Melbourne com um 'wild card', pelos parciais de 6-1, 4-6, 6-4 e 6-1.

Já o espanhol Carlos Alcaraz (31.º), de 18 anos, tornou-se no mais jovem a aceder à terceira ronda do Open da Austrália desde Bernard Tomic em 2011, ao derrotar o sérvio Dusan Lajovic (39.º) em apenas três 'sets', por 6-2, 6-1 e 7-5, e lutar pelo acesso aos oitavos de final com Berrettini.

Ao contrário do jogador treinado pelo antigo número um mundial Juan Carlos Ferrero, o canadiano Denis Shapovalov (14.º) travou uma longa batalha com Soonwoo Know (54.º), da Coreia do Sul, pela manutenção no 'major' australiano, só ganha por 7-6 (8-6), 6-7 (3-7), 6-7 (6-8), 7-5 e 6-2, assim como o espanhol Pablo Carreño-Busta (21.º) só sobreviveu ante Tallon Griekspoor (62.º ATP), dos Países Baixos, ao cabo de cinco 'sets', com os parciais de 6-3, 6-7 (6-8), 7-6 (7-3), 3-6 e 6-4.

Na competição feminina, a líder do 'ranking' WTA, Ashleigh Barty, a jogar em casa, e Naomi Osaka, bicampeã do 'major' australiano e a defender o título, dominaram as adversárias na segunda ronda em Melbourne Park.

Enquanto Barty, detentora de dois títulos do Grand Slam (Roland Garros em 2019 e Wimbledon em 2021), só precisou de 52 minutos na Rod Laver Arena para aplicar um duplo 6-1 à 'qualifier' Lucia Bronzetti e marcar encontro com a também italiana Camila Giorgi, a japonesa Naomi Osaka superou a norte-americana Madison Brengle (54.ª), com os parciais de 6-0 e 6-4, em uma hora e cinco minutos.

O próximo desafio da nipónica, número 14 no 'ranking' WTA, é com a também norte-americana Amanda Anisimova, que hoje superou a suíça Belinda Bencic, por 6-2 e 7-5, e caso passe com distinção a terceira ronda terá pela frente nos oitavos de final Ashleigh Barty.

Assim como a australiana e a japonesa, a checa Barbora Krejcikova, quarta colocada na hierarquia mundial e campeã de Roland Garros, não teve dificuldades para bater a chinesa Xiyu Wang (139.ª), por 6-2 e 6-3, e seguir para um embate com a letã Jelena Ostapenko, também ela vencedora do 'major' francês, mas em 2017, após a vitória desta sobre a norte-americana Alison Riske, por 4-6, 6-2 e 6-4.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG