Open da Austrália: Medvedev e Tsitsipas voltam a encontrar-se na meia-final

O primeiro a garantir o acesso ao lote de semifinalistas do primeiro 'major' da temporada foi Stefanos Tsitsipas, número quatro no 'ranking' ATP, ao ultrapassar o italiano Jannik Sinner (10.º ATP) em três partidas diretas.

O tenista russo Daniil Madvedev, vice-campeão em título do Open da Austrália, e o grego Stefanos Tsitsipas marcaram esta quarta-feira novo encontro nas meias-finais em Melbourne Park, onde as principais favoritas também garantiram a permanência na prova feminina.

O primeiro a garantir o acesso ao lote de semifinalistas do primeiro 'major' da temporada foi Stefanos Tsitsipas, número quatro no 'ranking' ATP, ao ultrapassar o italiano Jannik Sinner (10.º ATP) em três partidas diretas, com os parciais de 6-3, 6-4 e 6-2, em duas horas e seis minutos, no único encontro dos 'quartos' masculinos que não foi a cinco 'sets'.

Sem enfrentar qualquer ponto de 'break', num encontro que chegou a ser interrompido para fechar o teto da Rod Laver Arena, devido à chuva, o helénico eliminou sem grandes dificuldades o jovem transalpino, de 20 anos, a estrear-se nos quartos de final no 'Happy Slam', e assegurou o regresso às meias-finais pela terceira vez na carreira, após 2019 e 2021.

"O Jannik é um grande jogador, por isso tentei focar-me nas minhas melhores pancadas e isso compensou mais do que pensava. Estou muito contente com a forma como servi e como conseguiu colocar em prática a minha tática conforme o rumo do jogo. Tendo o apoio do público, é verdadeiramente incrível", comentou Tsitsipas, na entrevista em 'court'.

Na próxima ronda, Stefanos Tsitsipas, a regressar à competição, após uma cirurgia ao cotovelo direito em novembro, vai reencontrar o número dois mundial, Daniil Medvedev, que há um ano o impediu de se qualificar para o embate do título, que viria a ser ganho pelo número um mundial, o sérvio Novak Djokovic.

O moscovita, segundo classificado na hierarquia ATP, foi obrigado, contudo, a trabalhos redobrados para recuperar da desvantagem de dois 'sets' a zero ante o canadiano Felix Auger-Aliassime (9.º ATP) para vencer em cinco longas e equilibradas partidas, por 6-7 (4-7), 3-6, 7-6 (7-2), 7-5 e 6-4, ao fim de quatro horas e 42 minutos.

Com 49 'winners' e 53 erros não forçados, entre os quais 19 duplas faltas, face aos 64 pontos ganhantes e 75 erros não provocados do adversário, que se estreou hoje em quartos de final em Melbourne Park, Daniil Medvedev segue para a fase seguinte da prova pela quinta vez num torneio do Grand Slam, segunda nos Antípodas.

Na competição feminina, a polaca Iga Swiatek, nona classificada na hierarquia WTA, teve uma tarefa complicada diante Kaia Kanepi (115.ª WTA), da Estónia, mas acabou por levar a melhor em três 'sets', com os parciais de 4-6, 7-6 (7-2) e 6-3, ao cabo de três horas e um minuto.

Graças ao triunfo, a campeã de Roland Garros de 2020 vai disputar a sua segunda meia-final de um torneio do Grand Slam, desta feita frente à norte-americana Danielle Collins (30.ª WTA), que confirmou o seu favoritismo ante a francesa Alizé Cornet (61.ª WTA), por 7-5 e 6-1, para regressar ao grupo de semifinalistas, pela primeira vez desde a estreia em 2019.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG