Open da Austrália: Djokovic e Serena vencem, portugueses e Monfils eliminados

Portugueses Pedro Sousa e Frederico Silva foram afastados do primeiro major da temporada

O número um mundial, Novak Djokovic, e a norte-americana Serena Williams estrearam-se a vencer no Open da Austrália, numa jornada em que os portugueses Pedro Sousa e Frederico Silva, e o francês Gael Monfils foram eliminados em Melbourne Park.

Sousa, 107.º colocado no ranking ATP, foi o primeiro dos representantes nacionais a entrar em ação na John Cain Arena, mas diante do suíço Stanislas Wawrinka, antigo campeão do primeiro major da temporada em 2014, não teve grandes chances e acabou derrotado em três sets, com os parciais de 6-3, 6-2 e 6-4, em uma hora e 36 minutos.

Tal como o lisboeta, de 32 anos, Frederico Silva (185.º) também não encontrou grandes facilidades, naquela que foi a sua estreia em quadros principais de torneios do Grand Slam, e, mesmo exibindo-se a um bom nível, foi eliminado pelo australiano Nick Kyrgios (47.º) igualmente em três sets, pelos parciais de 6-4, 6-4 e 6-4, em uma hora e 59 minutos.

"Sabia que não ia jogar o meu melhor, estava nervoso. Ele é um jogador perigoso, já sabia disso porque joguei juniores com ele. E parece que está a tornar-se num bom jogador e que vai fazer coisas muito boas. Mas estou contente por continuar em prova", comentou o jogador da casa sobre Kiko Silva.

Já depois dos dois portugueses serem eliminados no terceiro maior estádio de Melbourne Park, foi a vez do sérvio Novak Djokovic encerrar a sessão noturna na Rod Laver Arena e iniciar, assim, a defesa do título com um triunfo fácil frente ao francês Jérémy Chardy (61.º), por 6-3, 6-1 e 6-2, em uma hora e 31 minutos.

Depois de afastar o gaulês, com quem nunca perdeu no confronto direto (14), o detentor de 17 títulos do Grand Slam, oito dos quais nos Antípodas, vai medir forças com o norte-americano Frances Tiafoe (64.º), após a vitória deste ante o italiano Stefano Travaglia, por 7-6 (7-5), 6-2 e 6-2, na segunda ronda em Melbourne Park, onde este ano só são permitidos 30 mil espetadores por dia, metade da capacidade habitual.

Tal como Djokovic, o austríaco Dominic Thiem, vice-campeão há um ano, também entrou com o pé direito na 109.ª edição do torneio, ao derrotar o cazaque Mikhail Kukushkin (90.º) num desafio mais equilibrado, que ficou selado em três sets, com os parciais de 7-6 (7-2), 6-2 e 6-3, ao cabo de duas horas e 40 minutos.

Consumada a qualificação para a fase seguinte, após salvar um set point na primeira partida, o número três mundial e campeão do Open dos Estados Unidos vai agora defrontar o alemão Dominik Koepfer (70.º), que bateu o boliviano Hugo Dellien, por 7-5, 6-2 e 6-4.

Enquanto o germânico Alexander Zverev, sétimo tenista mundial, viu-se obrigado a disputar quatro sets para se manter em prova, derrotando o norte-americano Marcos Giron, por 6-7 (8-10), 7-6 (7-5), 6-3 e 6-2, o francês Gael Monfils, número 11 ATP, foi surpreendido pelo jovem finlandês Emil Ruusuvuori (86.º), por 3-6, 6-4, 7-5, 3-6 e 6-3, em três horas e 46 minutos, e já regista seis derrotas consecutivas, desde a última vitória em fevereiro de 2020.

Na competição feminina, três das principais favoritas, Serena Williams, Simona Halep e Naomi Osaka, mostraram-se muito fortes e asseguraram facilmente a passagem à segunda jornada.

Da mesma forma que a norte-americana, 11.ª classificada da hierarquia mundial e detentora de 23 títulos do Grand Slam, precisou de menos de uma hora para se impor à alemã Laura Siegemund (49.ª WTA), por duplo 6-1, a romena e número dois mundial, Simona Halep, ultrapassou a australiana Lizette Cabrera, que recebeu um wild card para o quadro principal, por 6-2 e 6-1, em 59 minutos.

Já a japonesa Naomi Osaka (3.ª), que conquistou o troféu em 2019, bateu a russa Anastasia Pavlyuchenkova, com os parciais de 6-1 e 6-2, e marcou encontro com a francesa Caroline Garcia, no mesmo dia em que a alemã Angelique Kerber (25.ª), campeã em Melbourne em 2016, foi eliminada na estreia pela norte-americana Bernarda Pera (66.ª), por 6-0 e 6-4.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG