Portugal garantiu o terceiro lugar

Vitória muito sofrida por 2-1 diante do México, após prolongamento, com golos de Pepe e Adrien

Custou, mas foi! Portugal garantiu o terceiro lugar na Taça das Confederações, depois de vencer o México, por 2-1, com golos de Pepe, aos 90'+1 (levou o jogo a prolongamento) e Adrien, aos 114', de grande penalidade.

Portugal foi muito superior durante a primeira parte e boa parte do segundo tempo, mas Rui Patrício foi essencial nesta vitória, ao realizar seis magníficas intervenções durante os 120 minutos.

Nélson Semedo viu (de forma justa) o segundo amarelo aos 106'. Portugal passou a jogar com dez jogadores a segunda parte do prolongamento e Gelson Martins foi obrigado a recuar para defesa-direito. No entanto, aos 111' também Raúl Jiménez, curiosamente outro jogador do Benfica, viu o segundo amarelo, após falta muito dura sobre... Eliseu, seu colega de clube.

Adrien fez o 2-1 para Portugal aos 104', de grande penalidade. Portugal e México disputam o prolongamento, depois de Pepe ter feito o 1-1, aos 90'+1.

O México adiantara-se aos 53 minutos, com um autogolo de Neto. A seleção nacional dominou boa parte da partida e falhou uma grande penalidade por André Silva, aos 16 minutos. Isto para além de ter desperdiçado duas mãos cheias de oportunidades.

O México também apareceu algumas vezes com perigo junto da baliza portuguesa, obrigando Rui Patrício a quatro magníficas intervenções.

Fernando Santos mudou oito jogadores no onze inicial da seleção para este jogo, em relação à última partida frente ao Chile. Nelson Semedo, Pepe, Luís Neto, Danilo, Pizzi, Moutinho, Nani e Gelson Martins surgem na equipa titular, que mantém apenas Rui Patrício, Eliseu e André Silva.

Cristiano Ronaldo e Raphael Guerreiro, dispensados após o desaire na meia-final com o Chile, são ausências, assim como o guarda-redes Beto, devido a lesão muscular. Bernardo Silva, que se ressentiu de lesão, também não faz parte das opções de Fernando Santos.

As duas seleções encontraram-se na estreia, em 18 de junho, em Kazan, e o encontro terminou com um empate a dois golos.

Onzes iniciais:

Portugal - Rui Patrício; Nelson Semedo, Pepe, Neto, Eliseu; Danilo, Pizzi, João Moutinho; Gelson Martins, André Silva e Nani

México - Ochoa; Layún, Nestor Araujo, Héctor Moreno, Luís Reyes; Rafa Marquez, Herrera, Guardado; Carlos Vela, Oribe Peralta, Chicharito Hernández

Mais Notícias

Outras Notícias GMG