Oficial: Ronaldo conquista a quarta Bola de Ouro

Cristiano Ronaldo, futebolista português do Real Madrid, foi premiado esta segunda-feira com a Bola de Ouro da revista France Football para o melhor jogador do mundo em 2016

O anúncio do vencedor do prémio Ballon d"Or, que este ano volta a ser atribuído apenas pela revista francesa, sem qualquer parceria com a FIFA, foi feito esta segunda-feira: o capitão da seleção nacional foi o mais votado de uma lista de 30 nomeados, que incluía os compatriotas Pepe (9.º, com oito pontos) e Rui Patrício (12.º, com seis).

A classificação completa ainda não é conhecida. A France Football, que estava a divulgar os resultados, por ordem ascendente, desde as 17.45 locais (16.45 em Portugal continental), decidiu revelar o vencedor à hora marcada (20.00 locais), mesmo antes de apontar quem ficou entre o segundo e o quinto lugar. É entre essas posições que se deverão encontrar Lionel Messi e Antoine Griezmann, os outros finalistas do prémio FIFA, ao qual CR7 também é um forte candidato - e cujo vencedor será anunciado a 9 de janeiro, em Zurique, Suíça.

Cristiano recebe a quarta Bola de Ouro da carreira (depois de 2008, 2013 e 2014). Antes deles, só dois portugueses tinham sido distinguidos com o galardão criado pela France Football em 1956: Eusébio (1965) e Luís Figo (2000).

O prémio é o corolário do 2016 dourado do avançado natural da Madeira. Este ano, CR7 foi a grande figura da conquista do Campeonato da Europa, por Portugal, e de mais uma Liga dos Campeões pelo Real Madrid: marcou 51 golos em 55 jogos com ambas as camisolas.

Cristiano Ronaldo afirmou hoje que conquistar a quarta Bola de Ouro da sua carreira futebolística foi "como se fosse a primeira vez".

"As emoções são como na primeira vez, é um sonho realizado outra vez. Nunca pensei ganhar a bola de ouro quatro vezes. Estou muito feliz", disse, em declarações após a entrega do galardão.

O português Cristiano Ronaldo conquistou pela quarta vez a Bola de Ouro, prémio atribuído pela revista francesa France Football ao melhor futebolista do ano, somando o terceiro troféu nos últimos quatro anos.

Cristiano Ronaldo, que conquistou em 2016 o Europeu, ao serviço de Portugal, e a Liga dos Campeões, pelo Real Madrid, isolou-se no segundo lugar do 'ranking', apenas atrás do argentino Lionel Messi, vencedor de cinco troféus.

Agradecendo aos colegas de equipa do Real Madrid e da seleção portuguesa de futebol, Ronaldo manifestou-se "muito orgulhoso" com a repetição da conquista do troféu.

"Este é possivelmente o melhor ano da minha carreira a nível coletivo e individual. Era muito importante para mim vencer por Portugal pela primeira vez. Foi dos momentos mais importantes da minha vida. Depois a conquista da "champions" pelo Real Madrid. Juntando as duas coisas, foi um ano inesquecível", admitiu, confessando mais adiante, apesar de tudo, que o conquistar o título de campeão europeu por Portugal está "um pouco acima" da Liga dos Campeões.

Instado a comparar a dificuldade de, no futuro, voltar a conquistar o campeonato europeu por Portugal ou a quinta Bola de Ouro, Ronaldo respondeu: "Os dois [objetivos] são importantes para mim. Vou dar o meu melhor, como faço todos os anos. Vou tentar ganhar pelo Real Madrid, primeiro, porque é a minha equipa. Vou dar o meu melhor, como sempre. Agora, quero desfrutar este momento."

"Trabalhei muito para ganhar esta Bola de Ouro. É o meu trabalho, quero ser sempre o melhor, trabalho para isso. Quando se ganha um troféu destes é muito importante. Coloco sempre em primeiro lugar a equipa, os troféus que ganha o Real Madrid ou a seleção portuguesa", disse.

"Contam-se pelos dedos das mãos os jogadores que conseguem estar lá em cima como eu tenho conseguido e isso enche-me de orgulho", enfatizou.

O 'capitão' da seleção lusa já tinha arrebatado a Bola de Ouro em 2008, 2013 e 2014, nas duas últimas ocasiões num prémio entregue conjuntamente pelo France Football e pela FIFA.

Com Lusa

Mais Notícias

Outras Notícias GMG