Oficial. Dragão recebe a final da Champions entre o City e o Chelsea

A final está marcada para o dia 29 de maio e terá três português em campo - Rúben Dias, Bernardo Silva e João Cancelo, todos do City. E terá 12.000 adeptos nas bancadas.

Agora é oficial. O Estádio do Dragão vai mesmo receber a final da Liga dos Campeões, entre o Manchester City e o Chelsea, no dia 29. O anúncio foi feito esta quinta-feira pela UEFA, confirmando assim o que já tinha sido avançado pelo jornal The New York Times e pelo canal televisivo Sky Sports. O organismo confirmou ainda que haverá público nas bancadas, com seis mil adeptos de cada equipa.

A final, inicialmente agendada para o Estádio Olímpico Atatürk, em Istambul, deixou de ser opção. No fim de semana passado, o The New York Times noticiou que as autoridades britânicas tinham proposto à UEFA que a final fosse em Inglaterra, visto ser entre duas equipas inglesas e a Inglaterra desaconselhar viagens para a Turquia, exigindo uma quarentena obrigatória de 10 dias. O mítico Wembley chegou a ser uma hipótese, mas dado que não houve acordo entre a UEFA e as autoridades inglesas, o organismo optou pelo Dragão, no Porto.

O Estádio da Dragão viu a recalendarização das finais da UEFA, por via da pandemia, roubar-lhe a Supertaça Europeia de 2020, com o organismo europeu a prometer considerar o recinto novamente. A decisão não agradou ao autarca do Porto, que acusou a UEFA de mentir e usar a pandemia como desculpa. Rui Moreira ameaçou recorrer à justiça para reclamar os prejuízos causados pela decisão da UEFA de não realizar o Bayern Munique-Sevilha no Porto. Agora vê a Champions ser atribuída ao FC Porto

Esta é a terceira vez, a segunda consecutiva, que Portugal recebe a final da Liga dos Campeões, sendo que as duas primeiras tiveram como palco o Estádio da Luz, em Lisboa, em 2014 e 2020.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, considerou que é "com honra e entusiasmo" que a cidade recebe a final da Liga dos Campeões de futebol, a disputar em 29 de maio no Estádio do Dragão.

"A cidade do Porto acolhe com honra e entusiasmo a final da Liga dos Campeões que aqui se irá realizar no Estádio do Dragão. Desta vez já com público", começou por dizer Rui Moreira, em declarações à Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O edil portuense deixou ainda agradecimentos à FPF, à UEFA e ao Governo português, pelo empenho que tiveram nesta realização, considerando-a "muito importante para a retoma da atividade na cidade".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG