"O meu filho é forte e vai superar a doença"

O jogador português concedeu uma entrevista a uma rádio espanhola na qual voltou a apelar às pessoas para doarem sangue para salvarem o seu filho que precisa de um transplante de medula.

"Procuramos um dador que seja compatível. Apelo a todas as pessoas que doem sangue, porque podem estar a salvar uma vida", referiu o jogador.

"O meu filho agora está bem, mas a doença impõe algumas restrições e queremos salvar-lhe a vida", referiu Martins à rádio Cadena Cope. "O meu filho é muito forte e vai certamente superar a doença", acrescentou o internacional português, que no domingo marcou um grande golo ao serviço do Granada e dedicou-o, em lágrimas, ao pequeno Gustavo, de três anos.

"Este é o pior momento da minha vida. Ajuda-me muito ser crente. No domingo, quando marquei o golo, o meu filho foi ao balneário e não parava de dizer 'Papá, golo, papá, golo'. E perguntou-me porque o jogo foi interrompido [a partida não terminou porque um árbitro assistente foi agredido]. Ele adora futebol e seguramente vai ser futebolista", prosseguiu Martins.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG