Nelson Cruz. Campeão amador ofuscou o dérbi de corta-mato

Atleta de 39 anos, repositor de supermercado, roubou palco às estrelas nacionais. Benfica dominou prova feminina e Sporting ganhou título coletivo masculino, 19 anos depois

Saiu do trabalho, como repositor de um supermercado em Almada, às 00.30. Mal dormiu: às 5.00 já estava a preparar-se para apanhar o autocarro para o Algarve. Mas nem o facto de pouco ter descansado - e de ser um atleta amador no meio das maiores figuras do atletismo nacional - o impediu de festejar um título surpreendente, capaz de ofuscar o dérbi Sporting -Benfica que se disputava ontem na pista da Aldeia das Açoteias. Nelson Cruz, um luso- caboverdiano de 39 anos, é o novo campeão nacional de corta-mato.

"Para mim, também foi surpresa. Corro há 20 anos, participo nos nacionais de corta-mato há 12 ou 13, mas nunca tinha chegado ao top10 - embora ficasse perto. Este foi um dia único, um sonho tornado realidade", afirmou, ao DN, o atleta, após a prova em que deixou para trás Ricardo Ribas (Benfica, 2.º), Rui Teixeira (Sporting, 3.º), Alberto Paulo (Benfica, 4.º), Hermano Ferreira (Sporting, 5.º) e muitas outras figuras do crosse nacional.

Nelson Cruz, atleta do Clube Pedro Pessoa (escola de atletismo do seu treinador), cedo se destacou na frente - corria-se em simultâneo os campeonatos nacionais de corta-mato e a 39.ª edição do Crosse Internacional das Amendoeiras em Flor. "Foi uma prova atípica. Saí na frente e, como tive boas sensações, segui nesse ritmo. Como não vestia a camisola do Benfica ou do Sporting, não me viram como ameaça: ouvi alguém gritar "deixa-o ir" E quando quiseram apanhar-me, já não foram a tempo", descreve.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG