Confirmado assalto a instalações da FIFA em Joanesburgo

O comissário nacional da polícia sul-africana confirmou hoje que as instalações da FIFA em Joanesburgo foram alvo de um assalto, durante o qual foram furtadas sete réplicas da Taça do Mundo de futebol e várias camisolas.

Garantindo que a polícia está a proceder a investigações sobre o assalto, sobre o qual não entrou em detalhes, o general Bekhi Cele revelou ainda que, desde o início do torneio, em 11 deste mês, foram detidas 316 pessoas por furtos e outros crimes envolvendo participantes ou turistas.

Entre os detidos, figuram 207 sul-africanos e 109 estrangeiros de várias nacionalidades, a maioria dos quais (11) de origem etíope.

Nove argelinos, oito britânicos, seis cidadãos de Moçambique e igual número do Zimbabué, Estados Unidos e Paquistão encontram-se entre os detidos, disse Cele, que provocou uma gargalhada geral ao afirmar tratar-se das "Nações Unidas do crime".

O comissário nacional referiu que muitos dos crimes foram facilitados por negligência das vítimas, que deixam telemóveis e computadores portáteis em estádios e hoteis fora da sua vista.

Trinta e três pessoas foram detidas por venderem bilhetes falsos em torno dos estádios, concluiu o comissário Cele.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG