"Mourinho ultrapassado? Então só há um ou dois bons treinadores"

A opinião é de Benni McCarthy, que trabalhou com o técnico no FC Porto. Brian Deane e ex-professor também o elogiam

"Mourinho ultrapassado", "métodos do Special One estão obsoletos", "última lição tática foi em 2010". Estes são exemplos de críticas feitas por comentadores e ex--jogadores a José Mourinho desde o início da temporada passada, quando o português ainda estava ao serviço do Chelsea, de onde foi despedido. Nesta época Mou foi o eleito para treinar o Manchester United e entrou com o pé direito, ao conquistar a Supertaça de Inglaterra. Mas uma série de três derrotas consecutivas antes do triunfo a meio da semana para a Taça da Liga fez que as críticas voltassem. Estará Mourinho a perder a áurea?

Benni McCarthy, antigo internacional sul-africano que jogou no FC Porto orientado por Mourinho e que atualmente é comentador de futebol, não entende as críticas que são apontadas ao Special One. "Cada treinador tem os seus métodos e Mourinho sempre foi fiel aos seus, daí ter ganho tudo no futebol. Ultrapassado? Se assim fosse alguém acredita que o Manchester United, um clube à procura de voltar às grandes conquistas, o contratava apenas pelo seu histórico? Continua a ser um dos melhores do mundo. Se ele está ultrapassado, então só existem um ou dois bons treinadores pelo mundo inteiro", referiu McCarthy ao DN.

Opinião idêntica à do sul-africano tem Brian Deane, antigo jogador inglês do Benfica e atualmente também comentador da Liga inglesa. Com curso de treinador, tendo já exercido na Noruega, o ex--avançado revê-se em José Mourinho e no seu trabalho.

"É muito profissional, faz o que for preciso para conseguir resultados positivos, quem pode criticar isso? Começou muito bem no Manchester United e depois teve três resultados menos positivos, mas isso é o que acontece quando se começa quase do zero. Vieram jogadores novos, Mourinho também é novo no clube, é tudo uma adaptação, mas acredito que vai correr bem. Muitos também diziam que ele não apostava nos jovens e vejam as apostas que tem feito agora no Manchester United. Ele é muito metódico, dentro do seu estilo, mas sabe mudar quando é necessário", defendeu.

Sempre o fantasma Guardiola

O destino juntou uma vez mais no mesmo campeonato Mourinho e Pep Guardiola, antigos rivais na Liga espanhola que agora orientam os dois clubes de Manchester, apontados como os maiores candidatos ao título. E o espanhol já venceu o primeiro duelo com o Special One, com o City a bater os red devils em pleno Old Trafford para o campeonato por 2-1. Será pressão a mais para o técnico?

"Vejo um pouco do assunto Messi e Cristiano Ronaldo em José Mourinho e Pep Guardiola. Estão sempre a tentar compará-los, a tentar ver quem é melhor, quem tem os melhores resultados. E isso é um erro para mim. Fundamental é aproveitá-los, e a liga inglesa tem o privilégio de os ter no seu campeonato, dois dos melhores do mundo. São extraordinários, nesta altura já não sentem pressão", disse Deane.

Já McCarthy acredita que Mourinho é o homem indicado para fazer frente ao City de Pep Guardiola: "São os dois grandes treinadores e sempre disse que José Mourinho era a escolha mais indicada para o Manchester United depois de se saber que Guardiola ia para o City. Conhecem-se muito bem e se Mourinho já bateu Guardiola, tanto no Inter de Milão como no Real Madrid, também o pode fazer em Inglaterra. Pressão? Quem conhece Mourinho sabe que ele é imune. Está habituado a treinar ao mais alto nível e a treinar os melhores."

Exemplo também na universidade

José Neto, mestre em Psicologia Desportiva e antigo professor de José Mourinho no curso de treinadores, crê também no regresso às conquistas do Special One. Não lhe vê quaisquer debilidades e diz que o técnico continua a ser uma referência em Portugal também dentro do mundo universitário.

"É uma das referências de excelência na estratégia organizacional do treino e da reflexão crítica. A sua posição continua igual, sem mácula, pois é um exemplo a nível mundial. Aliás, Mourinho é história", disse ao DN, apontando que Mourinho está a passar por uma das maiores provas da sua carreira.

"Sem dúvida que é um dos maiores desafios. É uma das provas máximas em que tem de mostrar toda a sua competência. Agora está a aumentar o grau de exigência, se os resultados não aparecem as suas qualidades são questionadas. Mas tenho a certeza de que dará a volta por cima. Como em tudo na vida, por vezes temos de passar pelo arrepio da adversidade", concluiu.

Números nada animadores

Apesar dos elogios e da confiança nos métodos de José Mourinho, a verdade é que os registos apresentados pelo treinador desde o início da temporada passada, quando iniciou a época ao serviço do Chelsea, não são nada animadores e contrariam os anos de ouro do treinador, contabilizando 14 derrotas nos últimos 33 jogos realizados. Serão só números? "As coisas não correram bem no Chelsea, mas são ciclos. Acredito que vai triunfar e isso já começou com a conquista da Supertaça. Tenho a certeza de que irá lutar por mais títulos no Manchester United. Mourinho sabe que as críticas surgem no início e quer provar que chegou ao United para vencer", concluiu Benni McCarthy.

Hoje, Mourinho tem mais um teste à sua popularidade, com o Manchester United a receber o campeão Leicester de Ranieri. Depois do jogo se verá se irá dar razão aos seus defensores ou aos que o criticam.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG