Messi investigado por almoço em sua casa que terá violado regras da covid-19

Jogador argentino convidou o plantel do FC Barcelona para um almoço em sua casa e vários jogadores compareceram, junto com as companheiras. Mas pandemia proíbe encontros com mais de seis pessoas e a Liga espanhola está a estudar o caso.

Vários jogadores do plantel do FC Barcelona estão a ser investigados pela Liga Espanhola (LaLiga) por terem participado num almoço na casa do argentino Lionel Messi, violando as regras que existem por causa da pandemia de covid-19.

As regras estabelecem que o máximo de pessoas de diferentes "borbulhas" num encontro domiciliar deverá ser de seis, com o FC Barcelona a dizer que nada teve a ver com o almoço, mas a considerar que todos os jogadores pertencem à mesma "borbulha", passam por testes diários e o encontro pode ser considerado um almoço de trabalho.

Já o governo catalão, numa conferência de imprensa, indicou que "a agência de saúde pública estudará o caso", enquanto o presidente da Generalitat em funções, Père Aragonés, pediu "às pessoas relevantes e famosas que deem o exemplo à sociedade com os seus comportamentos".

O objetivo do almoço de segunda-feira, no qual participaram vários jogadores e as respetivas companheiras, terá sido elevar a moral da equipa. Isto depois de o FC Barcelona ter conseguido dar a volta ao resultado (com dois golos de Messi) ao jogo de domingo, frente ao Valência, e antes do encontro decisivo do próximo sábado com o Atlético de Madrid, que está em primeiro, dois pontos à frente dos catalães a quatro jogos do fim do campeonato. E também celebrar o triunfo na Taça do Rei no mês passado.

De dentro da casa ouviram-se cânticos de "campeões".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG