Messi e Sergio Ramos livres. O custo zero que pode custar muitos milhões

Argentino termina ligação de 20 anos com o Barcelona. Central espanhol deixou o Real Madrid e negoceia com o PSG... mas já se falou no FC Porto. Eder também está sem clube.

Lionel Messi é um jogador livre! Dependendo da hora a que ler este texto.... Pode dar-se o caso de o argentino aceitar renovar pelo Barcelona entretanto e dar continuidade a duas décadas de blaugrana. Mas para já está a horas de ser um jogador livre e no mercado, tal como Sergio Ramos, o ex-capitão do Real Madrid e mais algumas estelas do futebol mundial, que hoje vêm os seus vínculos terminar. Estão no mercado a custo zero, mas na prática são contratações que custam milhões.

Messi parecia condenado a acabar a carreira em Barcelona, onde chegou com 13 anos, mas as más relações com o anterior presidente do Barça, Josep Bartomeu, levaram-no a acionar a cláusula de saída unilateral no verão passado. O mundo ficou de boca a aberta e os interessados movimentaram-se, mas o craque voltou atrás e manteve-se no clube catalão... sem renovar. Acaba contrato à meia noite e depois pode assinar por quem quiser e sem dar explicações.

O caso fez cair o então presidente e abriu portas ao regresso de Laporta, que assim que foi eleito ofereceu a Messi um contrato de dez anos. Tendo em conta que ele já tem 33 anos assinaria até aos 43! A ideia é impedir que o jogador vista outra camisola que não a blaugrana na Europa, mas permite-lhe jogar na MLS e ser embaixador do Barça nos EUA ao mesmo tempo, antes de assumir um cargo no clube quando acabar a carreira.

Os valores do possível acordo não foram revelados, mas basta fazer contas por alto para saber que custará muitos milhões, tendo em conta que o contrato de quatro anos que agora termina custou 555 milhões ao Barcelona.

Questionado ontem sobre o tema, Laporta respondeu com uma única palavra: "Tranquilos!" A partir de hoje, o camisola 10 da Argentina aparecerá sem clube na ficha de jogos da Copa América e o clube deixa de poder usar a imagem da sua maior estrela na promoção da nova camisola ou vendê-las com o nome de Messi nas lojas oficiais.

O mesmo se aplica a Sérgio Ramos. O capitão saiu do Real Madrid devido a um mal entendido ao fim de 16 anos. O clube fez-lhe uma oferta para renovar, mas a proposta tinha um prazo para ser aceite e quando o defesa a aceitou já era tarde. Se parece difícil entender que um mal entendido destes não podia ser desfeito pela vontade de ambas as partes, pior parece a cerimónia do adeus ao Bernabéu promovida pelo clube há cerca de 15 dias e aceite pelo jogador, que conquistou quatro Champions pelos merengues.

Ramos é por isso um jogador livre e com pretendentes e até abdicou das férias para se preparar para a nova temporada ainda sem saber onde. Os vídeos dos treinos que publica diariamente e que fazem inveja a muitos atletas amantes do exercício físico mostram a boa forma do jogador aos 34 anos.

O PSG já avançou com uma oferta e parece ser o destino do espanhol, que ficou de fora do Euro 2020, e que também já foi apontado ao Manchester City, ao Manchester United, à Roma de José Mourinho e ao FC Porto... por influência de Casillas. Quem o contratar tem de ter em conta que recebia 12 milhões de euros limpos no Real.

David Luiz, Cavani e Eder

Em Inglaterra, David Luiz (Arsenal), Cavani e Juan Mata (Manchester United) também terminaram a ligação aos respetivos clubes e procuram fazer talvez o último contrato da carreira. Assim como Boateng (Bayern Munique). Todos ganhavam mais de cinco milhões de euros limpos/época.

Os chamados jogadores livres são por norma atletas com mais de 30 anos e a aproximarem-se do adeus. Mas também há quem deixe o vínculo terminar para dar novo rumo à carreira. Foi o que aconteceu com Gianluigi Donnarumma. O jovem guarda-redes de 22 anos do AC Milan está avaliado em 60 milhões de euros e vai ser jogador do PSG a custo zero, assim que terminar a participação no Euro 2020 pela Itália. Aconteceu o mesmo com Sério Aguero, que trocou o City pelo Barcelona há um mês por opção. Uma contratação com segundas intenções do lado blaugrana, dado que a amizade e o bom entendimento em campo com Messi, como se tem visto na Copa América, pesou na escolha do Barça e do atleta.

Também o herói português do Euro 2016 procura clube. Eder terminou a ligação ao Lokomotiv de Moscovo e ainda não assinou por outro clube. O avançado de 33 anos não quer voltar a Portugal tão cedo e já teve sondagens da Turquia, Qatar, de clubes ingleses do Championship, mas será difícil alguém pagar os dois milhões de euro de salários que auferia na Rússia.

isaura.almeida@dn.pt

Mais Notícias

Outras Notícias GMG