Medalhas dos Jogos Olímpicos serão feitas de materiais reciclados

O respeito pela natureza foi uma das principais preocupações na produção destas medalhas

A pouco mais de um mês dos Jogos Olímpicos, o Comité Rio 2016 apresentou, esta terça-feira, as medalhas que premiarão os atletas vencedores de todas as modalidades desportivas incluídas no evento. Sustentabilidade é a palavra-chave dos galardões agora revelados.

Segundo a gerente de Sustentabilidade do Comité Rio 2016, Tânia Braga, as medalhas de bronze foram construídas a partir de cobre reaproveitado de antigas máquinas da Casa da Moeda brasileira, que, caso contrário, seriam descartadas.

No caso das medalhas de prata, as matérias-primas foram espelhos e chapas de raios-X (fotolito) reciclados.

Já as medalhas dos atletas do topo do pódio foram forjadas a partir de ouro extraído e produzido de acordo com estritos padrões de sustentabilidade e sem recurso a mercúrio.

As fitas que rodearão os prémios também não escaparam a esta filosofia. Metade do plástico utilizado para as produzir teve origem em garrafas reaproveitadas.

O Comité anunciou ainda uma inovação especialmente dedicada aos atletas cegos. No centro de cada medalha foi instalado um dispositivo que, quando agitado, produz um som mais alto para o ouro e mais baixo para o bronze.

No total, foram produzidas 2488 medalhas: 812 de ouro, 812 de prata e 864 de bronze.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG