Mecânico da Trek-Segafredo José Eduardo Santos morre aos 55 anos

O técnico é lembrado pela equipa como tendo tido "uma longa e bem sucedida carreira em algumas das mais importantes equipas da história do ciclismo".

O mecânico português José Eduardo Santos morreu esta quarta-feira aos 55 anos, vítima de ataque cardíaco, anunciou a equipa norte-americana Trek-Segafredo, do WorldTour, na qual trabalhava desde 2011.

"Descansa em paz, 'Pepinho'. É com grande tristeza que partilhamos a súbita morte do nosso querido amigo e confiável mecânico, José Eduardo Santos, após um ataque cardíaco", pode ler-se no comunicado dos norte-americanos.

O técnico é lembrado pela equipa como tendo tido "uma longa e bem sucedida carreira em algumas das mais importantes equipas da história do ciclismo" e como "um membro muito bem cotado da comunidade velocipédica", cuja "calma presença" deixará "profundas saudades".

A aptidão para cantar fado, a "paixão e intensidade únicas" que colocava em cada canção e a sua "alma gentil" são características também lembradas, com a Trek-Segafredo a enviar também condolências a família e amigos.

Em Portugal, vários ciclistas e antigos companheiros de equipa lembraram o ex-ciclista, de Nelson Oliveira (Movistar) a Rúben Guerreiro (Education First-Nippo), mas também Rui Costa (UAE Emirates), André Cardoso (ABTF-Feirense) e o agora diretor desportivo José Azevedo.

Além da Trek, 'Pepinho' trabalhou também na Astana e na Radioshack, onde coincidiu com vários ciclistas e profissionais lusos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG