Sporting cada vez mais líder com bis de Pote na Madeira

Leões venceram o Marítimo com dois golos do médio goleador (2-0) e dilataram a vantagem para os rivais na 17.ª jornada da I Liga. FC Porto está agora a seis pontos e o Benfica a 11! Rúben recusa assumir candidatura ao título.

"Pote de ouro", "Pote com três pontos", "Pote maravilha", "Pote verde", "Pote que brilha", "Pote sem fundo", "Pote cheio" ou "Pote goleador". Estes são alguns dos muitos títulos e trocadilhos que já se fizeram com a alcunha de Pedro Gonçalves e a sua influência nos resultados do Sporting e que esta sexta-feira podem ser repetidos. O médio que é o melhor marcador da I Liga com 14 golos em 15 jogos marcou os dois golos dos leões frente ao Marítimo, na 17.ª jornada (2-0).

No jogo de estreia de Paulinho, Pedro Gonçalves, mostrou quem domina a lei do golo em Alvalade. Um bis que coloca os leões a seis pontos do FC Porto (cedeu empate frente ao B SAD) e a onze do Benfica (empatou com o Vit. Guimarães) no início da segunda volta do campeonato.

Avisado para os perigos do Caldeirão, Rúben Amorim sabia que tinha de mudar pelo menos três peças no onze em relação ao dérbi. Sem puder contar com Neto, Nuno Mendes e João Mário, apostou em Gonçalo Inácio, Antunes, Palhinha e o estreante Paulinho. O reforço mais caro do clube leonino chegou há dois dias a Alvalade e entrou direto no onze, atirando Tiago Tomás para o banco, onde também esteve João Pereira (entrou aos 87 minutos e ainda viu um cartão amarelo). Do outro lado, Milton Mendes também apostou no estreante Sassá para o lugar de Pedro Pelágio.

Os primeiros minutos tiveram muita bola do Sporting, que pressionou alto, na tentativa de chegar rápido à baliza contrária. Rúben tinha pedido um golo cedo e foi isso que aconteceu. Logo aos três minutos, numa jogada que o técnico leonino esperava ver repetida muitas vezes, Pedro Gonçalves (Pote) combinou bem com Paulinho, que de costas para a baliza serviu Antunes. O pontapé canhão de Alvalade falhou o alvo por pouco e não foi preciso esperar muito mais para o marcador sofrer alteração.

Calcanhar de Paulinho e golo de Pote

Aos dez minutos o Sporting já ganhava por 1-0. Gonçalo Inácio isolou Pedro Gonçalves e o médio goleador driblou Amir e atirou para a baliza deserta. O mesmo Pedro Gonçalves podia ter feito o 2-0, mas o cabeceamento não é o seu forte e a oportunidade perdeu-se. O intervalo chegou com a equipa leonina em vantagem e sem surpresa. O Marítimo praticamente não criou perigo - apenas um remate de Sassá e sem perigo - e ainda cometeu um que resultou no golo dos leões.

A magra vantagem não dava margem que o Sporting relaxar. Paulinho queria a estreia de sonho e quase a conseguia aos 46 minutos, com um desvio de calcanhar, mas Amir estava atento e agarrou a bola sem problemas. E seria Pedro Gonçalves a bisar na partida. O jogador não se intimou com a chegada de Paulinho para o ataque e ainda tirou vantagem disso. Foi a quinta vez que bisou de leão ao peito. Já o tinha feito ao Santa Clara, Tondela, Vit. Guimarães e Moreirense.

Pedro ainda tentou o hat trick aos 90'+2', mas o jogo acabou sem que o conseguisse.

O duelo era entre o único clube que ainda não perdeu no campeonato (Sporting) e a única equipa que a conseguir vencer internamente e eliminar da Taça de Portugal (Marítimo). Esta sexta-feira levaram a melhor os leões, que assim vingaram a derrota da taça. Já os insulares somaram a quarta derrota seguida.

Começa a ser cada vez mais difícil entender o não assumir da candidatura ao título por parte de Rúben Amorim. Questionado sobre se este Sporting poderá ser campeão sem derrotas, respondeu assim: "Nem no título falo, quanto mais sem derrotas. O nosso objetivo é chegar ao primeiro jogo da segunda volta sem derrotas e é para isso que trabalhamos."

Para bom entendedor...

VEJA OS GOLOS

0-1 Pedro Gonçalves (Sporting)

0-2 Pedro Gonçalves (Sporting)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG