Laporta diz que antecessor é responsável pela grave situação financeira

Uma auditoria pedida pela nova direção do FC Barcelona, eleita em março passado, revelou que houve descontrolo e improviso na gestão diária do clube durante a presidência de Josep Maria Bartomeu.

O presidente do FC Barcelona, Joan Laporta, considerou esta sexta-feira que Josep Maria Bartomeu, seu antecessor, "é uma pessoa desesperada" e o "principal responsável" pela grave situação financeira do clube da liga espanhola de futebol.

Na conferência de imprensa de renovação do contrato do jovem internacional espanhol Pedri, Laporta considerou que "Bartomeu começa agora a aperceber-se da dimensão do desastre pelo qual é responsável" e acrescentou: "O presidente é sempre o último responsável por tudo e deve sempre assumir as suas responsabilidades".

Em entrevistas a vários órgãos de comunicação espanhóis, Bartomeu veio a público defender a sua gestão, classificando-a de "séria e responsável" e assegurou que o clube catalão não está em queda, nem insolvente".

"A gestão foi sempre séria e responsável. Não sou eu que o digo, dizem-no a liga espanhola, a UEFA e a Forbes, que nos considerou o que clube mais valioso", afirmou, lembrando que a "pandemia [de covid-19] reduziu drasticamente as receitas".

Uma auditoria pedida pela nova direção do FC Barcelona, eleita em março passado, revelou que houve descontrolo e improviso na gestão diária do clube durante a presidência de Bartomeu.

Segundo a atual direção, a auditoria mostrou que a gestão de Bartomeu fez disparar a massa salarial em 61% em três anos e deixou uma dívida de 1.350 milhões de euros até março.

Durante a conferência de imprensa, Laporta elogiou Pedri, que renovou contrato até 30 de junho de 2026 e terá uma cláusula de rescisão de 1.000 milhões de euros, considerando-o um grande talento e um exemplo de vontade.

"Com apenas 18 anos está a afirmar-se na equipa principal do Barcelona, algo que só os jogadores com grande talento conseguem fazer. É importante reconhecer o esforço que todos fizemos para esta continuidade", disse.

Pedri, que está na lista de 30 finalistas candidatos à Bola de Ouro, garantiu que a sua vontade é manter-se no clube "por muitos anos" e deixou a garantia de que o FC Barcelona, a atravessar uma crise de maus resultados desportivos "vai levantar-se e conseguir grandes feitos".

O clube catalão ocupa a nona posição na liga espanhola e, após duas jornadas, segue sem pontos no grupo E da Liga dos Campeões, no qual é adversário do Benfica.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG