Katherine, esperança do surf mundial, morre aos 22 anos atingida por um raio

Katherine Diaz aspirava participar na estreia olímpica do surf em Tóquio 2020.

Uma aspirante a surfista olímpica de El Salvador, Katherine Diaz, morreu aos 22 anos enquanto treinava, tendo sido atingida por um raio quando estava na água da praia de El Tunco, revelou a Federação de Surf daquele país (FESASURF).

"A Katherine era uma rapariga muito apaixonada por desporto, estava muito motivada e feliz pelo evento que se aproximava", disse a Federação em comunicado, em alusão aos Jogos Mundiais de Surf da International Surfing Association (ISA), agendados para 29 de maio a 6 de junho nas praias de La Bocana e El Sunzal, em El Salvador, que serviriam como torneio de qualificação para Tóquio 2020, onde o surf fará a sua estreia olímpica.

Esta terça-feira será realizada uma cerimónia em sua homenagem.

"A Katherine aproximou-se de uma amiga para a abraçar e assim que terminou o abraço ouviu-se o barulho", contou a um jornal de El Salvador o tio Beto Diaz, que assistiu ao acidente bem de perto.

"A amiga também foi atingida pela força do raio e a prancha atirou-a para trás. A Katherine morreu instantaneamente", acrescentou.

"A Katherine encarnou a alegria e a energia que tornam o surf tão especial e querido por todos nós, como embaixadora global da modalidade. Ela destacou-se nas competições internacionais, representando o seu país com orgulho no ISA World Surfing Games como no ISA World Junior Surfing Championship", referiu o ISA sobre a surfista, cujo irmão, José Diaz, é presidente da FESASURF.

O funeral de Katherine Diaz realizou-se no domingo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG