João Cancelo infetado com covid-19 deixa a seleção

O jogador do Manchester City é de imediato substituído por Diogo Dalot. Os restantes jogadores da equipa das quinas tiveram testes negativos.

João Cancelo vai deixar a seleção nacional, que se encontra a estagiar em Budapeste, na Hungria, porque está infetado com covid-19 de acordo com um teste rápido realizado este sábado pela Unidade de Saúde e Performance da FPF.

O selecionador nacional Fernando Santos já chamou para o lugar do jogador do Manchester City o internacionalo sub-21 Diogo Dalot, do AC Milan.

Numa nota publicada no site oficial, a Federação Portuguesa de Futebol explica que, assim que foi conhecido o resultado positivo do teste, as autoridades de saúde húngaras "foram imediatamente informadas e o jogador - que se encontra bem - foi colocado em isolamento".

O resultado do teste rápido acabou por ser confirmado por um teste PCR efetuado também no dia de sábado, cujo resultado foi conhecido este domingo de manhã.

A FPF garante ainda que todos os outros jogadores da seleção tiveram testes negativos. "As autoridades de saúde húngaras tomaram conhecimento do cumprimento dos procedimentos de proteção, integralmente respeitados de acordo com o protocolo UEFA, num grupo que tem, além disso, uma elevada taxa de cobertura por vacina e autorizaram a Seleção Nacional a cumprir o plano estipulado para o Campeonato da Europa sem qualquer alteração", referiu ainda a federação.

A 7 de junho, o organismo deu conta de que a grande maioria da comitiva da seleção portuguesa, que vai participar no Euro2020, foi vacinada contra a covid-19.

"A quase totalidade do grupo foi vacinada em tempo útil, sendo que algumas pessoas, por não terem ainda passado seis meses sobre um teste positivo, não têm ainda indicação para vacinação", escreveu, então, a FPF.

No mesmo dia em que a FPF anunciou a medida, João Cancelo abordou, em conferência de imprensa, o facto de o espanhol Sérgio Busquets ter tido um teste com resultado positivo para o novo coronavírus, dois dias após o particular entre Espanha e Portugal, em Madrid.

"É sempre um facto preocupante. Como vimos, fizemos o teste e demos todos negativo. No City, também tivemos muitos jogadores infetados, mas, felizmente, eu ainda não apanhei o vírus. É uma lotaria, todos estão sujeitos a isso", observou.

É a primeira vez que Diogo Dalot, que esta temporada esteve emprestado pelo Manchester United (Inglaterra) ao AC Milan (Itália), é chamado à seleção principal de Portugal, depois ter representado a equipa sub-21 no europeu da categoria, que os lusos perderam para a Alemanha (1-0), na final disputada há uma semana, em Ljubljana, Eslovénia.

No comunicado publicado na página oficial na Internet, o organismo não indica o dia em que Dalot, de 22 anos, que, ao serviço do emblema milanês, realizou 33 encontros e apontou dois golos, se junta ao grupo em Budapeste.

*com Lusa

Mais Notícias

Outras Notícias GMG