Holdimo toma posição sobre rescisões no Sporting

Maior acionista privado da SAD leonina, com 29.8% do capital da Sportiing SAD, já pediu a destituição do Conselho Executivo liderado por Bruno de Carvalho.

A Holdimo manifestou esta segunda-feira, "desagrado" por mais três rescisões no Sporting. Os ativos William, Gelson e Bruno Fernandes invocaram justa causa para rescindir unilateralmente. Uma decisão que a a empresa de Álvaro Sobrinho lamenta.

A maior acionista privada da Sociedade leonina não pretende ficar a assistir ao delapidar do património da SAD e já deu entrada com uma ação para "destituição do Conselho executivo da SAD".

Comunicado

"A Holdimo manifesta o seu profundo desagrado pelas rescisões apresentadas por mais 3 jogadores da Equipe principal da Sporting SAD.
É mais um momento triste para um calvário que tem assolado o dia a dia dos sportinguistas. Mas, o lamento não chega, é preciso reagir e agir.
- Por entendermos que o tempo não resolve o problema, ao invés, agrava, como é prova evidente os últimos acontecimentos;
- Por reconhecermos a gravidade do problema e a urgência de uma solução;
- Por a Holdimo não ser um accionista passivo e estar empenhada em virar a página do pesadelo que atravessamos;
Apresentámos, há cerca de duas semanas, uma acção para destituição do Conselho executivo da SAD. Evocámos o caracter de urgência, porque sabemos que cada dia que passa é mais um dia a acrescentar problemas e menos um dia a construir solução.
Pela reserva a que nos obriga a acção que apresentámos, remetemos para momento posterior uma posição mais detalhada.

Lisboa, 11 de Junho de 2018"

Mais Notícias

Outras Notícias GMG