Gastão Elias ofereceu raquete ao presidente da República

Marcelo Rebelo de Sousa visita esta quinta-feira o Estoril Open, no Clube de Ténis do Estoril, onde jogou ténis na adolescência

Marcelo Rebelo de Sousa visita esta quinta-feira o evento português. O presidente da República foi recebido por Calos Carreiras, presidente da Câmara Municipal, com quem irá almoçar antes de assistir ao jogo de Pedro Sousa, com Giles Muller, esta tarde.

E espera dar sorte ao jovem tenista português: "Vamos ver o que resta, mas é difícil porque, de facto, é um naipe muito bom de estrangeiros a lutarem pela subida, muitos jovens. Tanto pode correr bem como mal, no ténis é muito aleatório."

Ao contrário do ano passado, quando pediu consenso aos partidos políticos, desta vez o Presidente não quis abordar a atualidade nacional e só falou de ténis. Marcelo já tinha marcado presença no evento e 2016, tendo assistido ao jogo de Gastão Elias. O tenista da Lourinhã já foi eliminado este ano, mas fez questão de receber o Presidente e ofereceu-lhe uma raquete.

"Leve, leve [raqueta]. Faz-me umas saudades. Comecei a jogar ainda com umas madeiras que eram muito pesadas", comentou a propósito do presente recebido das mãos do número 107º do ranking mundial.

Marcelo Rebelo de Sousa confessou que já não joga "há uns 16 anos", mas a paixão pelo ténis é antiga: "Venho sempre e tenho pena de não poder vir mais vezes. Para o ano, já decidi, venho à final. Já é o segundo ano em que perco a final e não poder ser."

O presidente é um adepto da modalidade e ex-praticante, tendo mesmo dado uma aula em pleno court, no Jamor, local do antigo Estoril Open, quando era professor da na Faculdade de Direito.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG