Yannick Djaló rescinde unilateralmente com empresário

O ex-futebolista do Sporting Yannick Djaló rescindiu unilateralmente o contrato com o empresário Leonel Silva, na sequência das críticas públicas que lhe dirigiu pela forma como conduziu o processo da sua transferência para o Nice.

De acordo com fonte próxima do processo, o contrato entre Djaló e o seu representante expiraria dentro de três meses, ou seja, em Março de 2012.

No início deste mês, Djaló esclareceu, em conferência de imprensa realizada na sede o Sindicato dos Jogadores de Futebol Profissional, que se "sentia enganado" pelo facto de ter sido confrontado à chegada a França com um contrato cujos valores eram "muito abaixo daquilo que tinham sido combinados" em Lisboa.

Os valores do contrato apresentado ao jogador seriam três vezes inferiores aos que tinham ficado acertados durante as negociações que decorreram em Lisboa.

De resto, esse motivo foi invocado por Djaló para o atraso que se verificou na entrega da documentação para a sua inscrição, visto que, face à recusa do jogador em assinar o contrato que lhe apresentaram, o Nice foi obrigado a renegociar com base nas condições acordadas na capital portuguesa.

O jogador acusou o Nice de "não querer honrar o contrato" e criticou o seu representante pela "gestão que fez do processo" e que contribuiu para esta "situação desconfortável".

Entretanto, o jogador aguarda uma resposta da FIFA ao pedido de indemnização que reivindica, por incumprimento contratual por parte do Nice, e prepara-se para retomar a actividade profissional em Janeiro, altura em que irá assinar contrato com um dos clubes com que está a negociar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG